Vini tem vivido dias importantes em sua carreira musical. Após faturar o segundo lugar no concurso “Voz de Minas”, o cantor segue fazendo shows, produzindo vídeos para internet, cantando em casamentos, além de estar trabalhando em um lançamento autoral.

Para o artista, o programa serviu como grande incentivo para seguir em frente com a música. “Me fez acreditar na minha arte. Eu acho que a iniciativa do programa ‘Voz de Minas’ foi um passo extremamente importante e incentivador para todos os músicos no Norte de Minas. Tenho muita expectativa de que na nossa terra surgirão grandes cantores de nível nacional”, afirma.
 
GANHOS
O destaque da primeira edição do festival foi muito além da premiação de R$ 9 mil distribuída entre os três primeiros lugares. Os vencedores ganharam ainda uma bolsa de estudos no curso de música da UniSant’Anna, sem contar o aprendizado que tiveram durante o festival com o auxílio de professores e acadêmicos que os acompanharam, ensinando técnicas e aquecimentos vocais.

Outro grande benefício durante o concurso, segundo os candidatos, foi o acompanhamento de psicólogos e fonoaudiólogos, que contribuiu para dar tranquilidade nas apresentações.

“Estar entre os três escolhidos nessa edição, diante de tantas vozes, me mostrou o quão longe eu posso chegar. Me deu a sensação de um lindo começo de carreira”, diz Vini.

Para o vice-campeão, a ansiedade durante o concurso o deixou bastante eufórico, principalmente na escolha das músicas para as apresentações.

“Foi muito difícil escolher o repertório ‘perfeito’ para aqueles momentos. Mas, a ideia foi apresentar, na verdade, músicas que tocassem o lado emotivo das pessoas, assim como elas tocam o meu. Então, não pude deixar de incluir nomes como Lana Del Rey e James Arthur”, conta.
 
RIQUEZA CULTURAL
Mineiro de São João da Ponte, no Norte de Minas, Vini diz que o segundo lugar foi o resultado de muita luta, num cenário de tantos talentos e músicos de estilos diversos.

“O Norte de Minas é obviamente muito rico culturalmente, somos quase outro Estado dentro de Minas. Aqui temos artistas extremamente originais. Recentemente, a ascensão da cantora Marina Sena, de Taiobeiras, esquentou muito o coração de todos os cantores daqui. Somos muito capazes e, assim como Marina, podemos chegar lá”, diz.

Na escolha dos figurinos, Vini pôde contar com a ajuda do personal stylist Gustavo Martins, de sua cidade natal. “Foi ele que me vestiu na semifinal e, na final, foi minha linda irmã, Valéria Martins, com alfaiataria digna de uma premiação”, conta o músico.

Vini destaca também a ajuda do técnico, Lucas Ribeiro. “Ele me incentivou muito e me desafiou várias vezes durante o concurso para que eu entregasse o melhor de mim”.

Para acompanhar o artista, basta segui-lo pelo Instagram @vinimarnu