O início do Comida di Buteco causou o efeito que os donos de bares tanto queriam: movimento. No primeiro fim de semana de realização do festival gastronômico em Montes Claros, a procura pelos botecos e pelos pratos foi grande. A estimativa é a de que o faturamento tenha subido 70%.

A esperança agora é a de que a euforia continue até 22 de agosto, data final da edição 2021 do evento. E o modelo híbrido do festival agradou a clientela. Muitos preferiram ir aos bares para conhecer e saborear os pratos que concorrem ao título, aproveitando para tomar uma cerveja gelada. Outros optaram pelo delivery, novidade deste ano.

“Nós, do setor de bares e eventos, sofremos muito com a pandemia e fomos muito atingidos economicamente. O Comida di Buteco veio para dar um up, e melhorou bastante: tanto o delivery quanto o movimento presencial do bar”, comemora Thom Mendes, proprietário do Thom Bar.

Campeão duas vezes do festival, o estabelecimento viu a rotina alterada no fim de semana. “Só nesse final de semana minha expectativa foi superada. Posso dizer que houve um aumento de 70% no movimento. Chegou a faltar mesa para os clientes”, explica Thom.

“O nosso prato, ‘Rapunzel no Sertão das Raízes Encantadas’, veio da inspiração da minha mãe. É um lombo trançado com bacon que, junto com o tema raiz deste ano, trazemos a lembrança da Rapunzel, um conto antigo da nossa infância, um conto raiz, com intuito de resgatar nossa infância”, conta Thom.

Delivery é novidade no festival e ajuda a incrementar vendas
O delivery foi o que salvou os bares durante a pandemia e, por isso, foi agregado ao Comida di Buteco deste ano. O serviço está cada vez mais aperfeiçoado, permitindo que o cliente desfrute dos pratos que disputam o festival em casa.

“Enviamos o prato com muito capricho, que vai desde a embalagem, com plástico filme, selo de segurança, uma mensagem para atrair e conquistar o cliente cada vez mais”, explica Thom Mendes, proprietário do Thom Bar.

E a receita tem dado certo, segundo ele. “A expectativa para esse ano é das melhores. Vamos em busca de mais uma vitória e aproveitar para parabenizar todos os bares concorrentes, que também entram para ganhar, mas quem ganha de verdade é a população”, ressalta Thom Mendes.

“Estou encantada com o concurso este ano. O movimento nos bares aumentou bastante e os pratos estão deliciosos. Desde a última sexta-feira pude visitar alguns botecos concorrentes e todas as receitas estão de dar água na boca. Além da cerveja supergelada que combinou com o calor que fez durante o dia neste final de semana”, conta a pedagoga Mayounara Barbosa.

Ela diz que, durante a semana, vai apostar no delivery, para poder degustar alguns pratos diretamente de casa. “Mas, no próximo final de semana, volto a butecar de novo”, adianta.