Livro de Osmar Oliva foi lançado no Flam tem histórias de força, amor e de morte

Adriana Queiroz
03/05/2022 às 00:50.
Atualizado em 03/05/2022 às 10:52
Na noite de lançamento, o autor leu o conto “Clarice”, emocionando a plateia com quem muito interagiu no Flam (fotos silvana mameluque)

Na noite de lançamento, o autor leu o conto “Clarice”, emocionando a plateia com quem muito interagiu no Flam (fotos silvana mameluque)

A literatura foi uma ferramenta de superação das adversidades para Osmar Oliva. O hoje escritor norte-mineiro, que lançou um livro no Festival Literário do Autor Montes-Clarense (Flam), nasceu em uma família pobre, de nove irmãos, e durante a infância e juventude trabalhou na lavoura, no corte de cana e nas olarias de tijolos.

“Fui assíduo leitor da Biblioteca Pública de Brasília de Minas e minhas leituras e vivências foram estímulos para a minha criação literária”, diz.

Na adolescência, começou a fazer poesia, mas o gênero narrativo somente foi desenvolvido durante o curso superior em Letras, quando foi premiado diversas vezes no Concurso de Poesia, Contos e Crônicas (Compor) da Unimontes.

O livro “Pequenas histórias de amor e de morte”, lançado no Flam, foi escrito, segundo Osmar, durante a pandemia. É o segundo livro de narrativas, mas o autor tem dezenas de livros de poesia e de crítica literária.

Em “Pequenas histórias de amor e de morte” o autor construiu breves narrativas protagonizadas por mulheres, descrevendo seus desejos, anseios e frustrações. As histórias são contadas em primeira pessoa, abordando o universo feminino na perspectiva do amor e das perdas.

“Algumas narrativas foram construídas a partir de histórias de mulheres fortes de Montes Claros, como as das artistas Márcia Prates e Felicidade Patrocínio, reinterpretadas ficcionalmente”, revela.

Na noite de lançamento, o autor leu o conto “Clarice”, emocionando a plateia com quem muito interagiu.
 
MULTIARTISTA
Em seus demais livros, Osmar utiliza as técnicas com as quais trabalha, como fotografia, escultura, pintura e bordado. O livro “Monumentos de palavras”, por exemplo, resulta das fotografias feitas na Ilha da Madeira, a partir das esculturas ali presentes. Para cada fotografia/escultura o autor escreveu um poema.

Já em “Livro de Gênesis”, em diálogo com a criação bíblica, o poeta constrói um livro do artista, ou um livro objeto que muito nos lembra os gibis do artista montes-clarense Ray Colares. 

“Trata-se de um livro gráfico que pode ser desmontado e emoldurado como quadro. Os demais livros trazem a tradição oral do povo sertanejo, suas crendices, superstições e as memórias do menino pobre que vivia próximo à fazenda Cocal, em Brasília de Minas”, conta.

Osmar Oliva nasceu em Brasília de Minas e há 22 anos reside em Montes Claros. É formado em Letras Português/Francês. Mestre e doutor em Estudos Literários, é professor da Unimontes.

Para adquirir o livro lançado no Flam, basta procurar o autor. O Instagram é @osmaroliva1.

Compartilhar
Logotipo O NorteLogotipo O Norte
E-MAIL:jornalismo@onorte.net
ENDEREÇO:Rua Justino CâmaraCentro - Montes Claros - MGCEP: 39400-010
O Norte© Copyright 2022Todos os direitos reservados.
Distribuído por
Publicado no
Desenvolvido por