Jerúsia Arruda


Repórter


jerusia@onorte.net



O domingo de Páscoa em Montes será ao som de muito hip hop, com o show Hip Hop Pela Paz, promovido pelo ICCAP - Instituto de Cultura, Comunicação e Arte da Periferia, com sede no bairro Independência.



O show reúne cerca de quinze grupos de Montes Claros e três de Bocaiúva, que apresentam performances de street dance e rap. O presidente do ICCAP, Fábio Neves Nunes diz que o encontro será um importante momento para fortalecer os projetos desenvolvidos pelo instituto e promover a interação entre os grupos de hip hop, dança de rua, grafiteiros e Djs de Montes Claros e região.



Segundo Fábio, o instituto mantém ativo o Projeto Comunidade no bairro Independência, que atualmente atende 150 crianças e adolescentes.



- São realizadas oficinas de dança de rua, teatro, artesanato e escolinha de futsal todos os domingos, de 08h às 17h, na escola municipal Maria de Lourdes Pinheiro. Nosso objetivo é ocupar o tempo dessas crianças e adolescentes e, ao mesmo tempo, ensinar algo que pode contribuir para um futuro melhor e, é claro, afastá-las das ruas – explica Fábio.



Com 25 anos de idade e o desejo de trabalhar pela sua comunidade, há nove anos Fábio se dedica integralmente ao movimento hip hop na cidade e em 2005, inclusive, conseguiu junto à Câmara Municipal de Montes Claros que fosse instituído no calendário municipal o dia do Hip Hop – 20 de novembro, que coincide com o dia nacional da consciência negra.



Segundo ele, existem em Montes Claros cerca de 45 grupos formados e com estilos bem definidos. Todos participam de projetos sociais e fazem um trabalho de conscientização para combate à violência e à criminalidade, trazendo os jovens da periferia para participar de atividades no centro da cidade, promovendo a inserção social.



- Estamos atuando em 40 bairros e queremos estender nossas atividades a toda periferia da cidade e, ainda, dar suporte para grupos das cidades vizinhas. A intenção é que todos os jovens e adolescentes em condições sociais desfavoráveis possam participar das oficinas e palestras, tendo uma oportunidade de se expressar. Também queremos criar uma parceria entre os grupos da cidade e região e promover um intercâmbio em todo o estado de Minas Gerais, de forma que os grupos possam encontrar apoio entre si - explica Fábio.



Fábio diz que encontros como o desse domingo proporcionam aos grupos que já estão estruturados uma oportunidade de mostrar seu trabalho e compartilhar experiências, além de ser um momento para se conhecer um pouco mais sobre a cultura hip hop, que tem sido a melhor alternativa de cultura, lazer e entretenimento para jovens e adolescentes da periferia.



O Hip Hop Pela Paz acontece neste domingo, 8 de abril, a partir das 16h na sala Cândido Canela do Centro Cultural. O ingresso custa R$ 2 e pode ser adquirido na portaria meia hora antes do show.



- O dinheiro arrecadado com a venda dos ingressos vai para o Projeto Comunidade – conclui Fábio.