Cadeira nº 15

Escritora taiobeirense toma posse na Academia Feminina de Letras de MOC

Aproveitando o acontecimento, Cyntia Cybelle Pinheiro Barbosa lança livro nesta terça-feira no Auditório Marina Lorenzo Fernandez, no Conservatório Estadual Lorenzo Fernandez (CELF).

Adriana Queiroz
Publicado em 13/06/2022 às 21:30.
Autora de “Pi-wii”, Cyntia Pinheiro assume a cadeira de número 15,em homenagem à Patrona Irmã Beata (Silvana Mameluque)

Autora de “Pi-wii”, Cyntia Pinheiro assume a cadeira de número 15,em homenagem à Patrona Irmã Beata (Silvana Mameluque)

A escritora taiobeirense Cyntia Cybelle Pinheiro Barbosa tomou posse na Academia Feminina de Letras de Montes Claros (AFLMC). Ela foi indicada pelas madrinhas Mara Yanmar Narciso e Marta Verônica Vasconcelos Leite. 

Cyntia assume a cadeira de número 15, em homenagem à Patrona Irmã Beata, enfermeira holandesa que fez história em Montes Claros e que muito ajudou a trazer ao mundo uma geração de montes-clarenses.

O evento foi marcado por uma festividade acolhedora, em um clima de felicidade e companheirismo. A palavra sororidade ecoou no ambiente através dos discursos e das demonstrações afetuosas por parte de todas as confreiras.

“Recebi, no dia 1º de junho, o convite oficial para a Academia. A dra. Mara Narciso foi a leitora crítica de meu primeiro romance, de nome ‘Pi-wii’, e fez importantes contribuições para a qualidade daquela obra. Acredito que sua indicação de meu nome partiu desse momento, quando ela teve a oportunidade conhecer um pouco de minha escrita literária”, conta.

O lançamento do romance Pi-wi acontecerá nesta terça-feira, às 19h30, no auditório do Celf, com transmissão ao vivo no Programa Colóquios Musicais, no canal da escola, no YouTube.

Será um evento musical, com a participação das cantoras Vera Alencar e Simone Santana, dentre outras participações especiais.  
 
EVOLUÇÃO

Perguntamos a ela com qual dos seus livros ela mais se identifica. Cyntia responde: “Como morrem as Marias”. “Porque ele é debochado como eu, fala da mulher como ela é de verdade, sem pudores e sem juízo. Mas, como autora, me identifico mais com o livro Pi-wii, porque ele é um livro mais compenetrado, sério, rebuscado”, afirma Cyntia.

A escritora conta que aprecia ler-se nesse processo de evolução na escrita. “Sabendo da mulher que me tornei. Embora eu não esteja na trama de Pi-wii, ela fala muito comigo, porque me tornei uma escritora melhor graças a ela, e é a ela que devo estar hoje fazendo parte dessa casa, que é a Academia Feminina de Letras de Montes Claros. É um passo enorme na minha carreira e o primeiro degrau dos muitos que ainda pretendo subir”, diz.

Cyntia já escreveu vários livros. O primeiro, “Desatados, nós”, pela Unimontes, foi lançado em 2009, com versinhos da adolescência. Também tem os e-books “Reflexões Matutinas”, “Continho-conto-contão, Casinho-caso-casarão” e “Rimas para corações quentinhos”, pela Amazon, sendo os dois últimos infantis.

“Versos ácidos, cândidos e divertidos”, “Fofoca poética” e “Como morrem as Marias” pela Uiclap. Agora, aprovado e publicado pela Editora Flyve o livro Pi-wii, seu primeiro romance.

“Os primeiros são livros mais incipientes. Pi-wii, com certeza, é um livro mais maduro, mais bem feito e com uma trama fluida. Não é um livro leve. O começo é bem doloroso, mas por se tratar de uma história de superação, vale à pena vencer os primeiros capítulos, pois é uma história linda e emocionante”, revela.

Compartilhar
Logotipo O NorteLogotipo O Norte
E-MAIL:jornalismo@onorte.net
ENDEREÇO:Rua Justino CâmaraCentro - Montes Claros - MGCEP: 39400-010
O Norte© Copyright 2022Todos os direitos reservados.
Distribuído por
Publicado no
Desenvolvido por