Sheila Canela tem 31 anos, é casada, mãe de dois filhos e apaixonada por brownie, pequeno bolo denso, muito cremoso e que faz ótima parceria com uma generosa bola de sorvete de creme. A essa paixão ela somou outras, que dão muita água na boca e deixam a vida dos montes-clarenses mais leve, saborosa e docinha nesses tempos estranhos e desafiadores de pandemia.

No cardápio ofertado por ela está também o pão de mel, aquele que vem com casquinha de chocolate, massa macia com especiarias e um delicioso recheio de doce de leite. Para completar, o que dizer do bem casado, um docinho que esbanja delicadeza e elegância? 

“Quando comecei a trabalhar com doces foi algo totalmente sem intenção alguma, não pensei em me tornar profissional. Era mais para ter renda extra e conciliar com o trabalho que exercia na época, isso por volta de 2015”, relembra. 

De lá para cá, Sheila investiu em alguns cursos sobre cerimônias e bufês de casamentos e como tirar melhor proveito do mercado com seus dotes de confeiteira de mão cheia.

“Resolvi focar em apenas dois doces, que foi onde acabei me encontrando, o bem casado e o pão de mel. O bem casado é um doce mais tradicional para eventos como casamento, muito usado também em reuniões corporativas, em batizados, aniversários e lembrança de maternidade. É uma massa leve, pingada uma a uma e polvilhada com açúcar, que dá toda a crocância da casquinha. Depois recheio eles com doce de leite, chocolate ou brigadeiro branco”, diz.

Para o fim do ano, a confeiteira tem feito algumas experiências com novos recheios para mesclar o doce com um toque especial. 

“O pão de mel por si só já é um diferenciado, com uma massa cheia de especiarias. Tem um sabor marcante e junto com a cobertura de chocolate faz dele um espetáculo”, conta.
 
DOCES MEMÓRIAS
Sheila conta que queria fazer parte dos sonhos das pessoas de alguma forma, contribuir para que suas criações culinárias s ficassem na memória dos convidados e dos protagonistas da festa. Foi aí que surgiu o nome da empresa e a marca Doces Memórias. 

“Sempre fui apaixonada por esse mundo de casamentos, por todo o sonho e encanto que envolve o amor, a celebração. Decidi que me restringiria a doces que pudessem ser degustados pelos convidados nesses eventos”. 
 
PANDEMIA
Nesse ano, por causa da pandemia, ela teve que se reinventar. Viu alguns dos seus planos serem adiados, a exemplo do que ocorreu com milhares de empreendedores no país. 

“Mas por incrível que pareça, foi um ano bom. Novas conexões, novas oportunidades e olhar diferente, um ano onde as pessoas sentiram o amor sendo fortalecido e querendo mais do que nunca concretizá-los. Houve uma baixa considerável nas encomendas, mas estão retornando. Acho, inclusive, que foi isso que essa pandemia nos trouxe, as certezas das prioridades, a vontade de concretizar sonhos”. 

Para seguir Sheila Canela

Instagram @doces_memorias

WhatsApp: (38)99121-4083

Para adoçar a sexta-feira, inspire-se nessa receita

. 170g de chocolate meio amargo

. 100g de manteiga

. 1/4 de xícara de cacau em pó

. 3 ovos

. 1 colher de chá de essência de baunilha

. 1 xícara de açúcar

. 1 xícara de farinha de trigo

. 1 xícara de castanha do Pará

Derreter o chocolate com a manteiga em fogo baixo.

Tire do fogo e acrescente o cacau em pó.

Adicione três ovos, um a um, mexendo sempre. Acrescente a baunilha.

Depois acrescente o açúcar e o trigo. Com a massa já pronto adicione as castanhas.

Coloque a massa em uma forma de 20 cm untada e forrada com papel manteiga. Coloque no forno a 180° por 35 a 45 minutos.

Tire do forno depois do tempo estabelecido e deixe esfriar.