A Cia Clara de Teatro seleciona artistas mineiros para compor elenco em nova montagem do grupo. As inscrições estão abertas até o dia 20 de abril de 2007



Mineira de Belo Horizonte, a Cia Clara de Teatro abre edital para seleção de artistas cênicos (atores, cantores, dançarinos, bonequeiros, artistas circenses, etc.) para desenvolver o projeto de pesquisa e montagem Residência Clara.



A seleção será feita através de audições e entrevistas e a Cia Clara escolherá quatro artistas das áreas de música, dança, cênicas e oficinas, como cantores, bailarinos, atores e artesãos, que participarão da montagem de um espetáculo a ser apresentado em Belo Horizonte e em cidades do interior de Minas Gerais.



Além de Belo Horizonte, foram escolhidas quatro cidades de Minas Gerais para os testes artísticos: Uberaba – que cobre as regiões do Triângulo Mineiro, Centro-oeste, Alto Paranaíba; Ipatinga – que cobre as regiões do Rio doce e Jequitinhonha; Montes Claros – que cobre as regiões Norte e Nordeste e Juiz de Fora – que cobre as regiões da Zona da Mata e sul.



Em Montes Claros, o processo de seleção será realizado na Unimontes – universidade estadual de Montes Claros e os interessados podem se inscrever até o dia 20 de abril junto à Coordenadoria de Extensão Cultural, da Pró-Reitoria de Extensão.



As audiências de seleção acontecem nos dias 26 e 27 de abril, coordenadas por uma comissão formada por integrantes da Cia Clara e convidados. Os nomes dos aprovados serão divulgados no dia 22 de maio. Além do desempenho do artista durante a audiência, será exigida experiência mínima de dois anos em cada área.



Os candidatos escolhidos participam de um processo de montagem no teatro Caixa Clara, junto com a equipe da Cia Clara de Teatro, em Belo Horizonte. Todo o desenvolvimento da pesquisa será acompanhado pelos orientadores Marcelo Castilho Avelar, Glória Reis, Maurílio Rocha e Cida Falabella.



De acordo com o edital, o projeto de pesquisa e montagem será iniciado imediatamente após a seleção dos novos integrantes, e concluído no próximo mês de novembro. Nos quatro primeiros meses, os trabalhos serão dedicados aos ensaios. Em seguida, acontecem as apresentações. Além das cidades pólo (Montes Claros, Uberaba, Ipatinga, Belo Horizonte e Juiz de Fora), o espetáculo será encenado em Pirapora, no Norte de Minas, e Teófilo Otoni, no Vale do Mucuri. (A.I. Unimontes)



. . . . . . . . . . . . . . . . . . .



CIA CLARA DE TEATRO



Formada em 2002, em Belo Horizonte, por um grupo de novos artistas que se conheceram, na sua maioria, através do curso de formação de atores da Fundação Clóvis Salgado - Palácio das Artes, nesses primeiros anos, a Cia. Clara de Teatro vem concentrando suas atividades na pesquisa artística e desenvolvimento de técnicas, abrindo possibilidades e novos caminhos dentro da linguagem teatral.






Uma das marcas dos espetáculos da Cia Clara é a presença ao vivo da música, que ajuda a ampliar os significados e as proposições das questões apresentadas (foto: divulgação)



Resultaram desses trabalhos os espetáculos que compõem a trilogia A Natureza das Coisas: Todas as Belezas do Mundo, Coisas Invisíveis e Cinema, todos dirigidos por Anderson Aníbal.



Em toda a trilogia, os recursos cênicos de iluminação, cenário e figurinos recebem tratamento discreto, para justamente destacarem o trabalho de ator. Assim, o contato entre o lúdico e a realidade é construído exclusivamente a partir da força dos atores e da imaginação do espectador. Apenas um tapete de grama sintética é o cenário para o primeiro espetáculo, depois uma lona branca serve o segundo, e as quatro linhas brancas de um quadrado demarcam a área de cena no terceiro.



Uma das marcas que impregnaram na memória do espectador nos espetáculos da Cia Clara foi a presença ao vivo da música, que, mais que pontuar emoções dos personagens ou do público, tem o objetivo de ajudar a ampliar os significados do espetáculo e as proposições das questões apresentadas. Além da execução da trilha composta especialmente para os espetáculos, a música é parte integrante e essencial do jogo cênico.



Há uma quebra com o sentido usual das palavras ditas, trazendo um interessante jogo entre épico, dialógico e poético, ou seja, diálogos e narrações levam a um significado não realista e lugar-comum. Criam novas imagens, novos sentidos, levando á plurisignificação da mensagem e, logo, à necessidade de participação ativa de cada espectador para dar o seu próprio sentido aos estímulos do espetáculo.



___________________________


Residência Clara


Inscrições: Até dia 20 de abril


Audiências: dia 26 e 27 de abril de 2007


Local: Campus-sede da Unimontes em Montes Claros