Aos 20 anos, a cantora Anna Cecília Santos Tavares, a Cecy Tavares, formada em Violão Popular pelo Conservatório Estadual de Música Lorenzo Fernandez (Celf), está sempre com a agenda cheia. Ela tem se apresentado em Montes Claros e região, chamando a atenção do público. Cecy Tavares é uma das atrações do Parque de Exposições de Janaúba no próximo sábado, a partir das 21h. Além de Cecy, vão se apresentar Toque Xote, DJ Jessica Alkimim e Buiú Brown.

“Sempre quis aprender a tocar violão desde criança. Então, meus pais me colocaram na aula de violão e, depois disso, passei na prova do conservatório. Em seguida, comecei a tocar no barzinho do meu pai e foi com o incentivo dele que comecei a tocar em outros bares”, conta ela.
 
Além de interpretar, você também compõe? E o que está ouvindo no momento?
Sim, também faço composições. Ouço muito sertanejo. Marília Mendonça, Lauana Prado, Ana Carolina, Maria Rita e Alceu Valença são minhas referências. Mas sou apaixonada por samba e MPB. Vai do meu humor. Se estiver bem humorada, ouço sertanejo, se não, uma MPB cai super bem!
 
Qual é a música que não pode faltar em seu repertório?
Cobaia (Lauana Prado e Pagode em Brasília (Tião Carreiro e Paraíso).

Tem algum projeto para este ano? Vai gravar algum novo CD?  
Sim, vários projetos. Mas não a gravação de um CD, por ter um custo mais elevado. Enquanto a gravação não sai, vamos gravando faixa por faixa, pois é o que está ao nosso alcance agora. Tem música boa vindo aí!
 
E a família lhe inspira de alguma forma?
Meu pai, Waldair Tavares, é o grande apoiador da minha carreira. Está sempre comigo, me direcionando, me dando um norte. Minha mãe, Marly Tavares, sempre ajuda em tudo que precisamos. Dá conselhos e reza bastante para a gente conseguir fazer nossos shows.
 
Dá para viver de música?
Toda profissão tem suas dificuldades. Viver de música não é fácil, mas acredito que vivo mais feliz. É trabalhoso construir um nome, conquistar espaço, montar uma equipe e executar tudo o que planejamos. Mas, quando subimos ao palco ou, até mesmo, quando sentamos em um barzinho para tocar, é que a mágica acontece. O público se anima e é na alegria do público que mora minha satisfação e felicidade.
 
OUTRAS ATRAÇÕES
A banda Toque Xote, que se apresenta na mesma noite, celebra 19 anos e três CDs gravados. O nome Toque Xote vem de uma música do Falamansa, “Forró de Tóquio”, em cujo refrão se fala em toque xote.

André Maia, músico e fundador da banda, é natural de Belo Horizonte, mas vive em Montes Claros desde os 12 anos. “O repertório segue a linha pé de serra, com adaptações de algumas músicas que são sucesso do momento”, explica. A banda está preparando um projeto novo para este ano. Comemorarão os 20 anos com músicas inéditas e gravação de clipes.

“Em Janaúba, vamos cantar repertório de Falamansa, Zé Ramalho , Alceu Valença, Dominguinhos, Luiz Gonzaga, Santana Cantador , Flávio José e outros”, revela André Maia.

Shows
Cecy Tavares, Toque Xote, DJ Jessica Alkimim e Buiú Brown
Onde: Parque de Exposições de Janaúba
Dia: 20/7, sábado, às 21h
Informações: 38 99856-5648