A Academia Montesclarense de Letras (AML), impedida de dar prosseguimento ao seu planejamento por causa da quarentena e distanciamento social a que todos estão submetidos, além do Concurso Nacional de Poesias, que alcançou grande êxito, também produziu uma Antologia, como título: “A escrita em tempo de pandemia”.

Para a presidente da AML, Glorinha Mameluque, o objetivo desta Antologia foi dar oportunidade aos acadêmicos de expressarem em prosa e verso, através de crônicas, contos e poemas, a angústia, o medo, o desejo e a esperança de que essa tempestade passe logo e que todos possam voltar às atividades normais já planejadas. 

“É também um meio de extravasamento de sentimentos, para que nos sintamos mais leves e produtivos diante desse caos que se instalou em nossas vidas e nas vidas de nossas famílias”, diz.

A Antologia traz na capa uma tela da montesclarense Jussara Maria Freire Diniz, conhecida como Ssara Dinizz, que retrata a angústia e sofrimento da população planetária neste momento de isolamento.

Em cada trabalho, a artista reflete os sentimentos da sociedade, de modo geral, relativos ao enfrentamento de situações que estão sendo vivenciadas, cotidianamente.

Além de Montes Claros, Ssara expôs em várias cidades, como Belo Horizonte, São Paulo e no exterior, como Roma e República Dominicana. Participou também da Artcom Expo Internacional Association of Artist and Partnerships. 

“O convite veio através da renomada artista plástica Felicidade Patrocínio, membro da ACL. Fiz várias obras para que fosse escolhida uma. Sinto-me honrada pelo privilégio de participar e o reconhecimento de poder mostrar meu trabalho em uma obra que se tornou capa de um livro”. 

O prefácio leva a assinatura da escritora e editora chefe da Rede Mídia Sem Fronteiras, Dyandreia Valverde Portugal, hoje residindo em Lisboa (Portugal), atendendo convite da presidente.

Glorinha Mameluque conta que havia no planejamento da Academia uma visita à Academia Mineira de Letras, mas, com a pandemia, os planos foram adiados.

“Era para prestarmos uma homenagem ao escritor montes-clarense Manoel Hygino dos Santos, membro daquela Academia e membro honorário da Academia Montes-clarense de Letras. O livro é dedicado a ele, por engrandecer com sua vida e sua produção literária a sua terra natal, Montes Claros”, diz.

O lançamento será em breve, de forma virtual.