Nascido em Montes Claros, Diógenes Câmara teve uma infância dedicada ao esporte, foi destaque no futebol, basquete e natação com premiação nacional. Esforçado desde pequeno, ele se dedicou aos estudos para se tornar um grande advogado do Banco do Brasil. Para nossa sorte, o destino interveio e o futuro ator conseguiu descobrir a vocação ainda jovem. De lá para cá são mais de cinco décadas dedicadas ao trabalho artístico, encantando o público em personagens do teatro, comerciais de TV e até no cinema. Para celebrar o aniversário deste ícone da dramaturgia norte-mineira, confira alguns depoimentos de sua rica trajetória e as maiores lições tiradas ao longo destes 80 anos de vida.

Mensageiro da alegria
“Falar de Diógenes Câmara, esse grande ator do teatro montes-clarense, que agora completa oitenta 80 anos de vida é o mesmo que falar da arte pela arte, pois ela não tem começo nem tem fim. É assim a vida desta pessoa que tanto honra as artes cênicas de nossa terra. Quem o vê fora dos palcos nem percebe que ele é um oitentão. É assim porque o palco sempre rejuvenesce aquele que dedica de corpo e alma a missão de fazer as pessoas felizes. Diógenes é o mensageiro da alegria!

Na peça “O Enfermeiro”, nós registramos para a posteridade o seguinte texto: “Eu, Procópio. Tu, Diógenes. Eles e todos nós vivendo a emoção do teatro. No palco o ator interpretando a vida de outro ator. Assim é a vida como ela deve ser, transbordada de alegrias, tristezas, sentimentos, surpresas e do amor incontido na efervescência do tempo e do espaço. O ator se faz vida e a vida se faz o amor. Apresentar, representar e exibir talentos o ator Diógenes Câmara saber fazer com perfeição e responsabilidade. Ele tem uma desenvoltura magistral no palco, transmite emoções e conquista o respeito dos seus expectadores. Cada noite uma emoção diferente, contagiante, sem limites para aqueles que se imiscui na fantasia representativa do outro eu. Assim, Diógenes Câmara vai vivendo no renascimento da arte cênica para o contentamento de uma plateia carente de emoções. Enfim, chorar se faz chorar, sorrir se faz sorrir, amar se faz amar e a vida vai ditando os passos do personagem em cena”.

Agora, o tempo nos ensina que é preciso viver. Viver com grandeza, com sabedoria e com muito amor em todos os sentidos. Cada dia Diógenes fica mais velho. Fica mais sábio. E fica muito mais lapidado com as conveniências do próprio tempo. Parabéns, Diógenes! Que essa data prolongue o máximo a sua estada entre nós mortais, com todo o esmero de sempre. Viva a vida!”
Dário Cotrim – Instituto Histórico e Geográfico de Montes Claros

Incrível
“Vovô, rezo todos os dias pela sua vida, rezo para que existam mais pessoas incríveis como o senhor. Rezo em agradecimento por ter o melhor avô do mundo. Eu te amo muito! Que tenhamos muito mais conversas sobre futebol, quem sabe agora, aos 80 anos, o senhor aceite que o Cruzeiro é muito melhor que o Atlético, rsrs. E que venham muitos mais dias em que eu vá para sua casa e coma todos os seus espetinhos”
Túlio Câmara, neto

Bênção
Pedimos ao bom Deus que estenda as suas mãos sobre você e derrame as suas bênçãos de uma longevidade sã, sadia, saudável, lúcida, atuante, para continuar a sua caminhada do bem.
Fia Câmara, irmã

Exemplo
“Sempre que vou escrever alguma coisa sobre o meu pai, penso logo: Meu exemplo de vida. Meu pai nunca nos decepcionou, nem a mim e nem ao meu irmão Júnior. Nunca ficamos tristes com alguma atitude dele, ao contrário, sempre foi companheiro. Um marido, acho que posso dizer, perfeito, hein mamãe? Há 45 anos faz da esposa uma rainha.”
Lilian Câmara, filha

No palco
Privilégio contracenar com ele. Ator completo. Grande amigo, sobretudo. Sou admirador de sua história dentro e fora do palco. Exemplo de vida. Honra fazer teatro com ele pela primeira vez...
Eduardo Brasil, ator