Uma jovem de 26 anos está internada em estado grave após tomar veneno de rato ao saber que o filho, de quatro meses, morreu no hospital. A suspeita é a de que a criança tenha sido agredida, e a mãe chegou a ser detida pela polícia, mas acabou liberada. O caso está sendo investigado. 

O bebê foi levado ao hospital de Januária com lesões no corpo. No fim da tarde desta quarta-feira (16), foi divulgada a morte da criança em decorrência de parada cardíaca. 

Desde a chegada à unidade de saúde, o bebê permaneceu entubado. O corpo foi encaminhado ao IML.   

De acordo com a Polícia Militar, a criança foi socorrida pelo Corpo de Bombeiros, chamado por vizinhos devido a um engasgo. No local, os militares perceberam, durante os primeiros socorros, hematomas no bebê.

Procurado, o pai da criança informou não manter relações com a mãe do menino e que a ex-mulher o havia procurado sob alegação de ter sido agredida pelo atual companheiro, o que teria provocado a queda da criança, causando assim os hematomas. 

Segundo a polícia, a versão não bate com o relato da mulher, que contou sobre uma queda acidental da criança provocada pelo irmão mais velho, de 2 anos.