Foi sepultado ontem o corpo do policial militar que morreu ao reagir a um assalto em Montes Claros. Temistocles Machado da Fonseca Júnior, de 30 anos, foi enterrado em Pirapora. O militar era casado e deixou dois filhos. Ele havia se formado há um ano e estava lotado em Jaíba, a 200 quilômetros de Montes Claros.

Os dois suspeitos de envolvimento na morte do policial foram mortos em confronto com a PM também na segunda-feira. A polícia chegou até a dupla após descobrir que um dos suspeitos havia ficado ferido durante o assalto, tendo recebido ajuda.

Em um imóvel que pertence a um cabo do Exército a polícia conseguiu localizar um dos criminosos. Ao avistarem as viaturas da PM, os suspeitos atiraram. Durante o confronto, Pedro Henrique Cardoso Dias, de 21 anos, e Saulo Henrique Pereira Rodrigues, de 18, foram baleados e socorridos ao Hospital de Pronto-Socorro da Santa Casa, mas já deram entrada na unidade de saúde sem vida. Nenhum outro militar ficou ferido na ação.

O cabo do Exército foi preso durante o serviço no Batalhão do Exército. A advogada dele, Rejane Cardoso, informou que o cliente nega as acusações e que a defesa vai esperar a apuração do caso para se posicionar.