Dois homens foram presos em Montes Claros por embriaguez ao volante no fim de semana. O primeiro foi flagrado fazendo manobras perigosas com o carro e o outro tentava estacionar a moto quando a Polícia Militar (PM) fazia a abordagem. 

A Polícia Militar fazia rondas de rotina na avenida Correia Machado quando ouviu um carro “cantando pneus”. O trecho é conhecido como “avenida da corrida”, onde motoristas e motoqueiros praticam rachas, o que é ilegal. No local também já ocorrem inúmeros acidentes com mortes. 

Segundo os militares, durante a abordagem, o homem apresentava sinais visíveis de embriaguez, como tonteira e cheiro de bebida alcoólica. O motorista se negou a fazer o teste no etilômetro. No entanto, foi preso e conduzido ao IML para exames e posteriormente à Delegacia de Polícia Civil.

Já o outro homem foi preso durante a primeira abordagem. De acordo com a PM, o motoqueiro tentava estacionar o veículo com muita dificuldade e apresentava sinais claros de estar embriagado.

Nas duas ocorrências, os condutores não possuíam a Carteira Nacional de Habilitação (CNH). Os dois foram atuados pelo crime de embriaguez ao volante e tiveram seus veículos removidos.
 
LEI
Em dezembro, a legislação ficou mais dura para quem é pego dirigindo sob efeito de álcool. A pena passa a ser de reclusão de 5 a 8 anos, além da suspensão ou proibição do direito de se obter a permissão ou a habilitação para dirigir veículo. 

No caso de ocorrer homicídio culposo, a legislação já previa o aumento de um terço da pena.