O feriado prolongado da Independência chegou ao fim, no domingo, com 32 mortes e 346 feridos em acidentes nas estradas federais e estaduais que cortam Minas.

Segundo balanço da Polícia Militar Rodoviária, só nas rodovias estaduais, foram 19 mortes e 190 feridos em 208 ocorrências. Foram realizados 3.669 testes de etilômetro e 43 pessoas foram presas por embriaguez ao volante, além de 604 condutores inabilitados autuados.

O operação foi realizada entre zero hora de quarta-feira (06) e 23h59 de domingo (10).
 
FEDERAIS
Nas estradas federais, 13 pessoas morreram e 156 ficaram feridas em 139 acidentes entre quarta-feira (6) e domingo (10), segundo balanço da Polícia Rodoviária Federal.

Segundo a PRF, nos cinco dias, foram aplicadas 6.308 multas por excesso de velocidade e 574 multas por ultrapassagens proibidas.

Um dos acidentes mais graves foi registrado no sábado, na BR–116, em Inhapim, no Vale do Rio Doce. Devido ao excesso de velocidade, o condutor perdeu o controle ao fazer uma curva, saiu da pista e bateu em uma árvore. Três pessoas morreram.

Na sexta, um casal morreu, na BR-040, em Nova Lima, na Região Metropolitana de Belo Horizonte. A batida foi entre um Gol, uma Kombi e uma carreta. A carreta ultrapassava a Kombi em local permitido quando o Gol, que vinha em sentido contrário, invadiu a contramão e colidiu frontalmente com a carreta. O casal estava no carro de passeio.

Na quarta-feira, um caminhão descontrolado atingiu seis veículos no Anel, na altura do bairro Betânia, na capital, matando três pessoas de uma família de Caratinga.