Três homens foram presos suspeitos de participar de um ataque a uma agência bancária em Riachinho na madrugada de ontem. A polícia ainda procura pelos demais envolvidos. 

Os criminosos, cerca de dez homens, armados com fuzis e submetralhadoras, fecharam a rua principal da cidade com dois carros roubados. Enquanto um grupo atirava para o alto, outro arrombava o estabelecimento bancário com explosivos. Toda a estrutura do imóvel foi danificada com o impacto da explosão. 

A agência bancária não informou a quantia levada, mas disse que os caixas eletrônicos estavam com poucos valores porque não haviam sido reabastecidos. Um dos veículos utilizados no crime foi localizado na zona rural da cidade. 

Segundo a Polícia Militar, os três homens presos são da região e teriam ajudado a passar informações a respeito da rotina de segurança da cidade. “A cidade conta apenas com o destacamento, mas tivemos um reforço no policiamento para identificar e prender os envolvidos no crime”, explica o chefe da comunicação da 16ª Região da Polícia Militar, major Braga. 

De janeiro a setembro deste ano foram 16 ataques a caixas eletrônicos apenas no Norte de Minas, segundo dados da PM. Na semana passada, a estratégia de reforço no policiamento começou a dar resultados com a prisão de suspeitos de participarem do ataque a uma agência bancária em Capitão Enéas. 

Para os moradores da cidade de 8 mil habitantes, a cena foi de terror. “Não sei o que foi pior, o barulho dos tiros ou da explosão do banco”, relata a dona de casa Maria do Rosário Silva, de 52 anos.