Mais de 6 mil quilômetros foram percorridos por toda Minas Gerais em 2017 pelas equipes dos Fóruns Regionais de Governo e de cerca de 40 órgãos públicos estaduais para levar em torno de 150 ações e serviços para a população mineira.

Criação da atual administração, os Fóruns são destinados a ouvir a população e descentralizar decisões. No ano passado, os eventos somaram a participação de aproximadamente 50 mil pessoas, entre prefeitos, vereadores, representantes da sociedade civil organizada e cidadãos em geral.

Para Fernando Pimentel, o modelo dos fóruns permite a aproximação direta do governo com a população mineira. “A melhor forma de governar é estar perto das pessoas, ouvir os problemas de cada região, e tentar resolvê-los, ainda que com todas as dificuldades que enfrentamos”, destaca o governador.

O secretário extraordinário de Desenvolvimento Integrado e Fóruns Regionais (Seedif), Wadson Ribeiro, ressalta a contribuição da população para as ações de governo. “A participação regional, por meio dos Fóruns, é muito mais eficiente, pois quem mais conhece as necessidades da região é o morador daquela localidade”, diz.
 
CIRCUITO
Durante os encontros, além de obras (entrega de estradas pavimentadas, reforma de escolas e postos de saúde, assinatura de ordens de serviço e outras ações escolhidas pela população), as instituições, empresas e órgãos da administração estadual prestaram contas das políticas públicas executadas, esclareceram dúvidas e disponibilizaram serviços para os cidadãos. 

Também foram realizados debates, oficinas, palestras, exposição de artesanato, feiras da agricultura familiar e da economia popular solidária. Estas iniciativas, embora tenham menos visibilidade, trazem enorme impacto no dia a dia da população.

Conforme Fernando Tadeu David, subsecretário dos Fóruns Regionais de Governo, algo inédito foi feito em termos administrativos com os eventos, que é deslocar o governo para as regiões.

“A realização dos Fóruns em municípios que não são referência em suas regiões reforçou a interiorização das ações e marcou a história de muitas cidades”, enfatizou.

 

“Essa é a importância dos Fóruns: a sociedade aponta o problema e o governo busca a solução, sempre em parceria com a população”
Fernando Tadeu David
Subsecretário dos Fóruns Regionais de Governo

 

Impacto positivo das ações
O balanço parcial também mostra o impacto positivo das ações. Durante o circuito dos Fóruns, mais de 2,6 mil pessoas conseguiram tirar carteira de identidade, um dos serviços prestados pela Polícia Civil.

A atividade lúdica sobre o uso consciente da água, o “Show Chuá”, da Copasa, e as apresentações de segurança elétrica, da Cemig, mobilizaram mais de 4 mil alunos de escolas públicas.

O estande da Copasa, que funcionou como uma agência, realizou uma média de 10,6 mil atendimentos. Entre outras atividades, a Cemig distribuiu 56 mil lâmpadas eficientes.
 
ESPORTES
As ações da Secretaria de Estado de Esportes (Seesp) também movimentaram essa etapa dos Fóruns Regionais, atraindo cerca de 4,2 mil participantes, incluindo os que receberam orientações individualizadas sobre a Lei de Incentivo ao Esporte (LIE) e o ICMS Esportivo.

O Núcleo de Artesanato da Seedif habilitou em torno de 500 artesãos no Sistema de Cadastramento do Artesão Brasileiro (Sicab) do governo federal. O processo confere a eles o direito de receber a Carteira Nacional do Artesão.

Já a Secretaria de Estado da Fazenda (SEF) ampliou a conscientização da sociedade e gestores públicos sobre a função social dos tributos. As palestras do Programa de Educação Fiscal reuniram cerca de 1,2 mil pessoas.