Os serviços médicos-hospitalares do Instituto de Previdência dos Servidores do Estado de Minas Gerais (Ipsemg) serão ampliados no Vale do Aço por meio do credenciamento do Hospital Márcio Cunha, localizado em Ipatinga. A iniciativa terá investimento anual de R$ 7 milhões, anunciou o governador Fernando Pimentel, ontem, durante assinatura de despacho no Palácio da Liberdade, na capital.

A habilitação permitirá à unidade de saúde ofertar atendimento em todas as especialidades e pronto-atendimento aos usuários do Ipsemg. Só em Ipatinga são 4.619, além de outros 9.667 que vivem em 16 municípios da região.

Até então, o contrato previa cobertura para algumas especialidades. A rede de assistência do instituto no Vale do Aço conta, atualmente, com 65 prestadores de serviços entre hospitais, médicos, clínicas, fisioterapia, exames, laboratórios e atendimento odontológico. 
 
PLANTÃO 
Durante o evento, o governador Fernando Pimentel ainda assinou despacho para a implantação, em caráter experimental, do plantão regionalizado na Delegacia da Polícia Civil de Coronel Fabriciano, também no Vale do Aço, nos fins de semana. 

Nesses dias, as ocorrências na cidade são ser registradas pela Polícia Militar em Ipatinga. Além de fazer com que militares, vítimas e testemunhas tenham que ir até o município vizinho, provocando demora no atendimento, a segurança local fica desguarnecida.

A medida, de acordo com o governo, também ajudará a desafogar a unidade de Ipatinga. Por lá, a delegacia acumula demandas, especialmente de Coronel Fabriciano, cidade responsável por quase metade dos atendimentos.

A medida foi comemorada pelo deputado estadual Celinho do Sinttrocel. “Voltar com o plantão da Polícia Civil vai ajudar muito a população da nossa microrregião, que hoje tem de se deslocar para Ipatinga, e também vai colaborar para a diminuição dos índices de criminalidade”, comentou.

Sobre o convênio com o Hospital Márcio Cunha, o parlamentar frisou que, agora, os usuários que necessitam de tratamento de alta complexidade não vão precisar fazer o deslocamento para outros lugares para receber atendimento.

Fernando Pimentel destacou que tanto a ampliação dos serviços do Ipsemg quanto o plantão eram pedidos antigos da região. Inclusive, as duas demandas foram apresentadas durante os Fóruns Regionais de Governo.