O Hospital das Clínicas Mário Ribeiro da Silveira já está habilitado para atender a população norte-mineira pelo Sistema Único de Saúde (SUS). A previsão é a de que os atendimentos comecem até o fim do mês. Publicada pelo Ministério da Saúde na última quarta-feira, no Diário Oficial da União, a Portaria 2.570 autoriza a inserção do complexo hospitalar dentro dos recursos do Bloco da Atenção de Média e Alta Complexidade Ambulatorial e Hospitalar do Fundo Nacional de Saúde, oferecendo aos moradores da região atendimento médico e cirurgias de alta complexidade custeados pelo governo. 

O credenciamento é resultado da união de esforços da população, vereadores e deputada federal Raquel Muniz (PSD). A parlamentar mobilizou autoridades de todo Brasil para inserir o HC no SUS. O recurso disponibilizado pelo Ministério da Saúde é de R$ 10,9 milhões. 

“Nossa maior dificuldade em conseguir o credenciamento era a falta de verba disponível. Assim que o ministro da Saúde, Ricardo Barros, aumentou o recurso para Montes Claros, o HC pôde ser credenciado”, pontua Luciana Santana, diretora administrativa do HC. 

Também diretor do HC, Jhonatan Rodrigues destaca que a unidade ampliará a disponibilidade de leitos na cidade. “Inicialmente, o hospital funciona como retaguarda para outras unidades de saúde de Montes Claros e também de outros municípios”, contou. 

O presidente da Comissão de Saúde da Câmara Municipal de Montes Claros, vereador Doutor Marlon (PTC), sempre esteve à frente para conseguir o credenciamento e comemorou. “Os hospitais do município estão superlotados. Falta estrutura para a realização de cirurgias eletivas (marcadas). E o HC oferece tudo com tecnologia”, destaca o parlamentar. 

Representante do Norte de Minas na Câmara Federal, a deputada Raquel Muniz destaca que o HC veio para desafogar o sistema, especialmente para àqueles que aguardam anos na fila de espera para fazer algum tratamento. 

“Com mais um hospital na rede vamos desafogar o sistema e assim, garantir que a rede pública esteja mais acessível e ofereça serviços de qualidade para o cidadão, em um momento de extrema fragilidade. Não posso deixar de agradecer ao governo federal, na pessoa do Ministro Ricardo Barros e dos técnicos do Ministério da Saúde, que tiveram sensibilidade para enxergar as nossas necessidades, bem como ao governo do Estado, por meio dos secretários de Saúde Sávio e Nalton, aos vereadores de Montes Claros que se mobilizaram em prol desta causa, à secretária municipal Dulce, aos colaboradores do hospital que vão ser os transformadores deste sonho”, pontua a deputada. 

 

Estrutura de ponta para população
Fundado em 2013, o Hospital das Clínicas Mário Ribeiro da Silveira traz o que há de mais novo na medicina, com tecnologia avançada, equipamentos de última geração e especialistas de renome nacional.

O HC tem convênio com nove planos de saúde (Unimed, Ipsemg, São Lucas, Polícia Militar e Bombeiros, Brasil Assistência, Getec, Cabefe, Fusex e Promed) e atende pacientes particulares. 

Também criou o Programa Social, voltado para pessoas com baixa renda – os usuários passam por análise social e recebem uma tabela de preços mais próxima de cada realidade.

Com capacidade para 300 leitos divididos em três pavimentos, tem 50 ativos para atender os pacientes. Os outros serão acionados de acordo com a demanda. 

O hospital conta com serviços ambulatoriais, salas cirúrgicas, centro de referência em oftalmologia, centro de terapia intensiva, maternidade, clínica médica, cirurgia geral, ginecologia, ortopedia e traumatologia, consultas especializadas, exames laboratoriais e de imagem, pediatria e bloco obstétrico.

A professora Vanusa Soares saiu de Januária para dar à luz a pequena Isadora, que nasceu de parto normal, em Montes Claros. 

“Vim porque aqui tem mais recursos. Contudo, quando cheguei a um hospital daqui, me mandaram esperar. Eu já estava com dores e dilatação. Fui ao Mário Ribeiro e na mesma hora fui internada”, conta Vanusa, que foi atendida pelo Programa Social. (C.A