A Polícia Federal prendeu o ex-prefeito de Januária, no Norte de Minas, Maurílio Neris de Andrade Arruda, foragido desde setembro do ano passado.

Arruda foi investigado na operação Rua da Amargura, que apurou fraudes em licitações para serviços municipais em 2016, época em que era prefeito. Monitorado pela polícia, ele foi preso ao deixar a sede da Procuradoria da República, em Montes Claros.

Maurílio Arruda fugiu de uma viatura em Montes Claros, durante a operação Rua da Amargura. Na época, o ex-prefeito foi recapturado em Belo Horizonte enquanto buscava um habeas corpus junto ao Tribunal de Justiça de Minas Gerais (TJMG), mas foi liberado por um salvo-conduto, porque era candidato à Prefeitura de Januária e não poderia ser preso no período de 15 dias antes das eleições. Agora detido, o ex-prefeito foi encaminhado para o Presídio Regional de Montes Claros.

A reportagem entrou em contato com a defesa do ex-prefeito, mas ninguém atendeu as nossas ligações.
 
OPERAÇÃO
Conforme investigações, laudos de engenharia atestaram que várias obras de pavimentação em Januária não foram concluídas e que os envolvidos fraudavam processos licitatórios, direcionando a contratação de obras para uma empresa que também fazia parte do esquema criminoso.