O 5º Pelotão do Corpo de Bombeiros de Araxá, no Triângulo Mineiro, passa a funcionar a partir de hoje com o status de companhia. Com a mudança, a cobertura na região será ampliada, e a expectativa é a de agilizar os atendimentos à população.

A medida integra o Plano de Comando, que norteia as ações da corporação até 2026. Desde 2015, oito pelotões no Estado foram transformados em companhia. São eles: Alfenas, Araguari, Conselheiro Lafaiete, Diamantina, Lavras, Pará de Minas, Teófilo Otoni e Manhuaçu.

As elevações são feitas após estudos técnicos. “Elas dão maior capacidade de resposta operacional nos municípios e regiões onde foi identificada necessidade de melhor eficiência na gestão”, explica o subchefe da Seção de Instrução e Operações do Corpo de Bombeiros de Minas Gerais, capitão Marcos Anderson Viana Soares.

A mudança em Araxá representa atendimento a um maior número de cidades. Até então, o 5º Pelotão, além da localidade, era responsável por Pedrinópolis, Perdizes, Santa Juliana e Tapira. Agora, também abrange Bambuí, Campos Altos, Córrego Danta, Ibiá, Medeiros, Pratinha, Tapiraí, Estrela do Indaiá, Santa Rosa da Serra, São Gotardo e Serra da Saudade.

A elevação à companhia representa incremento de quase 49% no efetivo. De 41 militares atuando na unidade, o número poderá chegar a 61. 

Porém, em situações de emergência, Araxá terá a retaguarda do 8° Batalhão de Uberaba e também do 2º Comando Operacional de Uberlândia, ambos no Triângulo.
 
POSTOS AVANÇADOS
O Plano de Comando também prevê chegar a 120 postos avançados em Minas Gerais até 2026. Atualmente são 67. 

A iniciativa contempla municípios com mais de 30 mil habitantes. Para atingir a meta, o governo estadual trabalha em parceria com as prefeituras municipais para a instalação desses espaços, informou a corporação.

Em alguns casos em estudo, cidades com pelo menos 15 mil moradores também poderão receber postos, ainda conforme o Plano de Comando.

As tratativas, garante o governo, são positivas. A resposta das parcerias, segundo o Estado, vem da imagem que os municípios têm do Corpo de Bombeiros como uma instituição respeitada.

SAIBA MAIS
Abertura de unidades requer critérios
O Plano de Comando 2015-2026 estabelece alguns critérios objetivos para o início do processo de instalação de uma unidade do Corpo de

Bombeiros Militar como Minas Gerais, como:   
– População  
– Participação do município no Produto Interno Bruto (PIB) do Estado  
– Número de veículos emplacados  
– Grau de urbanização  
– Número de edificações comerciais e industriais  
– Distância entre o município e a fração de Bombeiros mais próxima 
– Número de óbitos por causas externas  
– Patrimônio histórico instalado  
– Número de afogamentos  
– Área ambiental protegida  
– Aeroporto/aeródromo 
– Índice de Desenvolvimento Humano (IDH)

Cinco companhias, 
desde 2015, foram transformadas em companhias independentes em Minas: 
Poços de Caldas, Barbacena, Patos de Minas, Sete Lagoas e Ipatinga; essa última, 
inclusive, já foi elevada a Batalhão de Bombeiros Militar
A elevação do pelotão de 
Araxá para o status de companhia será oficializada 
em solenidade hoje, 
às 10h, no bairro 
Vila Guimarães