Passageiros com deficiência física poderão desembarcar dos ônibus fora dos pontos estabelecidos. A medida que facilita a locomoção está prevista no Projeto de Lei 19/207, aprovado ontem por unanimidade na Câmara Municipal.

De autoria do vereador Valcir Soares (PTB), o PL autoriza a flexibilização no horário de 22h às 5h da manha e visa a atender cerca de 12% da população que figura entre os 1,8 milhão de usuários mensais do transporte coletivo urbano em Montes Claros.

“Alguns motoristas usam a sensibilidade e já fazem isso naturalmente. Com o projeto, isso deixa de ser facultativo e passa a ser regra. É um ganho”, diz o parlamentar.

Katherine Soares, presidente da Associação de Deficientes de Montes Claros (Ademoc), destaca que o projeto vem em boa hora.

“Mais do que acessibilidade, este projeto garante a segurança do deficiente trabalhador e do deficiente estudante que faz uso diário do transporte coletivo. Com certeza, é muito bem-vindo”, ressalta.

De acordo com Katherine, cerca de 800 deficientes são cadastrados para utilizar o Transpecial, ônibus da prefeitura que circula entre 6h e 23h, priorizando destinos para áreas de saúde e educação. Para utilizar o ônibus, no entanto, é preciso agendar com 24 horas de antecedência, o que restringe o benefício. .

“O projeto que estava previsto para entrar em pauta desde o retorno dos trabalhos no Legislativo demorou a entrar em votação justamente porque procuramos o apoio dos órgãos de trânsito”, acrescentou o vereador, acrescentando que acredita na sanção da matéria por parte do prefeito.

Jaqueline Camelo, gerente da Associação de Empresas de Transporte Coletivo Urbano de Montes Claros (ATCMC), entende que da maneira como foi elaborado o PL traz benefícios. “O serviço não fica comprometido, porque o horário é justamente aquele de menor movimento e o motorista não terá que sair da rota, apenas facilitar o desembarque”.

“A pessoa com deficiência precisa de um tratamento diferenciado e tem que ser atendida em suas necessidades”, destacou o presidente da MCTrans, José Wílson Guimarães.