O governo de Minas Gerais assinou contrato de concessão de trechos da BR-135, MG-231 e LMG-754, entre Cordisburgo, na região Central, até Montes Claros, no Norte do Estado. A empresa Eco135 irá administrar 363,95 quilômetros das rodovias durante 30 anos.

Entre as intervenções obrigatórias previstas estão a duplicação de 136,35 quilômetros da 135, do entroncamento com a BR-040 até Corinto e de Bocaiuva a Montes Claros. Também deverão ser implantados o contorno de Cordisburgo, além de 125,5 quilômetros de acostamento, 110 quilômetros de faixas adicionais e 6 quilômetros de vias laterais. Quarenta interseções passarão por melhorias. 

A empresa também terá que fazer 120 intervenções em acessos às estradas e implantar 14 passarelas para pedestres. 

Por dia, em média, cerca de 30,7 mil veículos trafegam pelos trechos concessionados. 
 
INVESTIMENTOS
A previsão de aportes de recursos por parte da Eco135 é de R$ 3,4 bilhões ao longo do contrato, entre investimentos, manutenções e prestações de serviços. Do montante, R$ 1,4 bilhão deverá ser aplicado até o quinto ano de concessão. Não há contraprestação financeira do governo do Estado. 

A previsão é a de que, por meio do contrato, sejam gerados 600 empregos diretos pela própria concessionária e outros 1.100 postos de trabalho em função das obras. 
 
IMPORTÂNCIA 
Ontem, durante a assinatura do contrato de concessão, no Palácio da Liberdade, em Belo Horizonte, o governador Fernando Pimentel destacou que a duplicação da BR-135 é indispensável para o desenvolvimento econômico do Norte de Minas. “Ela é reivindicada há muitos anos pela região”, frisou.

Já o secretário de Estado de Transportes e Obras Públicas (Setop), Murilo Valadares, reforçou que as intervenções proporcionam mais segurança nas estradas, com a presença de ambulâncias e reboques na via.

Na cerimônia, ainda foi celebrado um Termo de Ajustamento de Conduta (TAC) entre a Eco135 e a Secretaria de Estado de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável (Semad). O acordo prevê adequações em relação à legislação, visando a sustentabilidade do empreendimento.