Devido à redução do número de pacientes internados no pronto-socorro do Hospital Aroldo Tourinho, a Fundação Hospitalar de Montes Claros suspendeu o plano de contingência. 

De acordo com nota divulgada pela assessoria, o Hospital esclarece que a medida foi adotada em razão da situação excepcional de superlotação, podendo ser retomada na hipótese de condições adversas ou superlotação, sempre em sintonia com as autoridades sanitárias e de controle. 

O Hospital Aroldo Tourinho é referência credenciada para o atendimento de urgência e emergência nas especialidades de clínica médica e cardiologia. Suspendeu novos atendimentos na última quarta-feira.

Na Santa Casa de Montes Claros e no Hospital Universitário Clemente de Faria, o plano de contingência ainda está ativo. As duas unidades de saúde só prestam assistência médica a pessoas sob risco imediato de morrer.

Na quarta-feira, a Prefeitura de Montes Claros divulgou nota informando que o pronto-socorro do Alpheu de Quadros estava disponível para casos mais simples, uma vez que o local não é equipado para atendimentos de maior complexidade.