A prefeitura realizou a reintegração de posse do Parque Municipal Guimarães Rosa, na região Sul de Montes Claros. No local, foram demolidos uma residência e o muro de um estacionamento que fica no fundo de uma casa de festas. 

Segundo informações da fiscalização da Secretaria Municipal de Meio Ambiente, atualmente a cidade tem mais de cem ocupações irregulares em áreas verdes, o que soma 18 hectares de matas invadidos por empresas e imóveis de grande e pequeno porte. 

As construções demolidas estão uma Área de Preservação Permanente (APP), a menos de 30 metros do leito do rio Carrapato, ao fundo do bairro Morada do Sol. O Parque Municipal Guimarães Rosa foi criado em 1989. 

E.S. morava com o avô na residência demolida ontem e relata que compraram o terreno há mais de 20 anos. “O meu avô está chorando. Tivemos um prejuízo de R$100 mil. A casa estava quase pronta após uma reforma paga com dinheiro que juntamos. Então eles chegaram quebrando tudo”, conta o morador.

A tomada inicial do terreno foi realizada por determinação da Secretaria Municipal de Meio Ambiente com o acompanhamento da Promotoria de Meio Ambiente. 

Outras construções e lotes localizados em área de preservação devem ser desocupados na continuidade da operação, que conta com o apoio de equipes da Polícia Militar de Meio Ambiente, Guarda Municipal e da Secretaria de Serviços Urbanos.