Temendo manifestações

Preto no Branco / 30/06/2018 - 07h08

Chamou atenção o fato do governador de Minas, Fernando Pimentel (PT), ter comparecido de surpresa a cidade de Mato Verde, na quinta-feira, para visitar a Barragem Viamão e descerrar placa de inauguração, mesmo faltando mais de 10% para sua conclusão. Certamente não quer deixar para o próximo governador a missão. A obra conta com recursos exclusivo do governo federal, através do PAC-2, e este não ter sido convidado para a visita. Outro fato que chamou a atenção foi não terem tido o cuidado de convidar o prefeito da cidade, Oscar Lisandro. A alegação de aliados do governo de que o temor foi a de manifestação de servidores estaduais.
 
Candidatura em dúvida
A decisão do governador de Minas, Fernando Pimentel (PT) em não comparecer a eventos promovidos pelo próprio governo, coloca em dúvida sua candidatura a reeleição. No caso de aceitar a empreitada, também ficará claro que não aparecerá em público e resumirá sua campanha no rádio, na televisão e através dos seus aliados. Na prática oferecerá mais munição para os adversários.
 
Calendário eleitoral
De acordo o calendário eleitoral, a partir de hoje, 30 de junho, é vedado as emissoras transmitir programa apresentado ou comentado por pré-candidato, sob pena, no caso de sua escolha na convenção partidária, de imposição da multa prevista no § 2º e de cancelamento do registro da candidatura do beneficiário.
 
Definição de Dilma
Não existe nenhuma surpresa no anúncio da ex-presidente Dilma Rousseff de que será candidata ao Senado pelo PT de Minas. Foi esse seu objetivo quando transferiu domicílio eleitoral para Minas Gerais, depois de perceber que não teria êxito no Rio Grande do Sul e nem e outros estados da federação. O grande questionamento é justamente como ficará a coligação que embalará as candidaturas petistas. Agora mais do que nunca, fortaleceu a posição do Diretório Nacional do MDB de não aceitar entendimento. Se não bastasse, o próprio PC do B já admite rever posicionamento.
 
Drogaria Araújo
O grupo Drogaria Araújo que conta com 237 farmácias em Minas Gerais, principalmente na região metropolitana de Belo Horizonte, decidiu que ainda este ano pretende abrir mais 32 lojas no Estado. O grupo que tem 112 anos e conta hoje com cerca de 7 mil funcionários, decidiu ampliar a expansão para um raio de 400 quilômetros. Na relação consta Montes Claros que está a 420 quilômetros da capital. Aliás, no início deste ano divulgamos neste espaço tal informação, agora em vias de concretização.
 
Querendo mídia
Temos recebido diversos pedidos de divulgação de pessoas que supostamente serão pré-candidatos nas eleições deste ano. A este respeito temos tido a preocupação de que a divulgação gere qualquer tipo de especulação, já que na prática, entre os nomes que estão se apresentando, a maioria quer apenas gerar mídia, uma vez que não conta com cacife eleitoral ou financeiro para tocar a empreitada.

Publicidade
Publicidade
Comentários