Saúde para a polícia

Preto no Branco / 01/02/2018 - 01h22

Informação colhida pela coluna junto à cúpula da Polícia Militar e ao Instituto de Previdência dos Servidores Militares do Estado de Minas Gerais (IPSM) dá conta de que o Governo do Estado pretende pagar parte das dívidas junto a clínicas, laboratórios e hospitais e negociar o restante. Vale lembrar que a falta de pagamento levou ao cancelamento do atendimento a policiais e familiares. Em Montes Claros, o último a fechar as portas foi a Santa Casa.

Como será o pagamento
Levantamento feito pela coluna dá conta de que a dívida do Estado e, consequentemente, do Instituto de Previdência dos Servidores Militares do Estado de Minas Gerais (IPSM) com clínicas, laboratórios e hospitais é hoje de R$ 200 milhões. Deste total, o Governo prometeu ainda nesta semana R$ 40 milhões e o restante com recursos arrecadados com o IPVA. Fonte do Palácio Tiradentes informou à coluna de que nesta sexta-feira o setor de fazenda, a Secretaria de Governo, a diretoria do IPSM e representantes da Polícia Militar reúnem-se para discutir melhor o assunto. 
 
Zé Vicente
Nesta semana o ex-vereador e ex-prefeito de Montes Claros José Vicente de Medeiros confirmou para um integrante do seu partido que não abre mão de sair candidato a deputado federal neste ano pelo PMDB. Sem entrar no mérito da questão, o que podemos dizer é que a brincadeira é cara e para lograr êxito serão necessários, no mínimo, 70 mil votos.
 
Show solidário
Está marcado para 14 e 15 de abril, nas dependências do Parque de Exposições João Alencar Athayde, a realização do Festival Solidário, com parte da renda destinada a entidades de classe, a exemplo de vítimas da Creche Gente Inocente de Janaúba. O certo é que a definição das entidades beneficiadas será feita em consonância com o Ministério Público. Entre os artistas confirmado estão Gustavo Lima, Safadão, MC Kevin, Ze Neto e Cristiano, Dargival Dantas e Felipe Araújo. Dois outros shows serão definidos nesta semana. A promoção é da CIA Promoções e as apresentações terão início, nos dois dias, a partir das 15h.
 
Da Leitora
“Bom dia, Aldeci! Realmente nossa cidade ta parecendo terra sem lei. É certo que todos tem direito de ganhar seu sustento, mas, com disciplina. No centro, às vezes, precisamos disputar lugar com veículos, pois os vendedores estacionam nos passeios e os pedestres que se virem. E também, o que tem de ‘pedintes’ nos semáforos, na sua maioria usuários de drogas. Se você fecha o carro, eles esmurram o veículo e tentam agredir o motorista. Se providências não forem tomadas, a tendência é tornar mais grave a situação. O que tem feito o Serviço Social?”, Maria Neuza Diniz Amaral
 
Faz de conta
O Congresso anunciou nesta semana que o retorno às atividades, previsto para 2 de fevereiro, sexta-feira, foi transferido para o dia 5, segunda-feira. Como, na prática, o Carnaval começa na outra sexta-feira, não precisa ter bola de cristal para afirmar que as atividades do Congresso Nacional só terão início dia 19. 

Publicidade
Publicidade
Comentários