PT e as eleições

Preto no Branco / 28/06/2018 - 05h44

Tenho tido a preocupação, neste primeiro momento, de comentar e analisar o processo eleitoral deste ano como um todo. Entendo ser a forma de permitir que o leitor analise junto comigo o momento e o que possa acontecer. A este respeito é fato de que tornou uma missão impossível prevê o que possa acontecer com o PT, seja em nível nacional, ou no Estado. Na união a agremiação age e movimenta em função do ex-presidente Lula, o que tem dificultado a formação de palanques. Em Minas Gerais, aliada a esta questão, podemos citar ainda, a grave crise com que o governador Fernando Pimentel colocou o Estado.

PT em Minas
De todos os Estados acredito que a situação mais difícil para os petista é justamente em Minas Gerais, onde além das denúncias envolvendo seus integrantes, surgiu novos ingredientes como o fim do “casamento com o MDB” e a crise financeira, que praticamente parou a máquina administrativa. Hoje, nenhum exercício de futurologia seria capaz de permitir arriscar como ficará a chapa do PT na disputa majoritária e quais partidos serão seus aliados.
 
Candidato do Novo
Na política o velho ditado de que “só ganha leite quem tem vaca” é a mais pura verdade. Agora mesmo, dos candidatos nanicos à presidência da Republica, o banqueiro, João Amoêdo (Novo) até o momento foi o que mais arrecadou, dentro do sistema doação legal, incentivado pela Justiça Eleitoral. 
 
Prefeito 2020
Na coluna de ontem comentamos fatos relacionados com a posse do ex-vereador Kiko Canela como presidente do PTB de Montes Claros. Na nota, citamos a fala do deputado Arlen Santiago e do próprio Kiko de que na próxima eleição o partido terá candidato a prefeitura do município. Só que ao invés de sair candidato a prefeito em 2020, a data que saiu foi 2010.
 
MDB de Minas
Deputados da bancada federal do MDB de Minas estão pressionando a direção nacional para que interfira na montagem da chapa e da coligação da agremiação no Estado. Na terça-feira (26), houve o primeiro encontro com o presidente do partido, senador Romero Jucá e outro foi agendado para a próxima terça-feira (3). A preocupação é de que o lançamento de candidatura própria possa resultar no encolhimento da bancada tanto na Câmara como na Assembleia. Caso não sejam atendidos, estão ameaçando inclusive apoiar a candidatura de outros partidos.
 
Anúncio de Dilma
PT de Minas realiza hoje (28), reunião para definir seu futuro na sucessão mineira. O ponto principal será o anúncio da ex-presidente Dilma de sua pré-candidatura ao Senado pelo Estado. Está confirmada presença dos integrantes da bancada de deputados estaduais e federais do partido, além de toda executiva.
 
Reunião do PPS
O PPS de Montes Claros reúne às 19 horas de hoje (28), em sua sede, na rua Januária, para discutir a participação da agremiação nas eleições deste ano e, principalmente, os nomes do Norte de Minas que farão parte da chapa na proporcional. Até agora apresentaram como pré-candidatos o vereador do município, Lega Policial (estadual) e o ex-prefeito, Athos Avelino (Federal).

Publicidade
Publicidade
Comentários