Pagamento ICMS

Preto no Branco / 30/12/2017 - 00h59

Tanto o governador Fernando Pimentel como os prefeitos do Estado aguardam com ansiedade a decisão nesta semana da presidente do Supremo Tribunal Federal, ministra Carmem Lúcia, em relação a Ação Direta de Inconstitucionalidade (ADIM), movida pelo PSDB contra o Governo de Minas, por reter parte do ICMS das prefeituras. O governador tinha até o último sábado para manifestar sobre o assunto. Repasses de outros setores que não estão chegando as prefeituras também deverão serem questionados. 

Codevasf
O presidente da Codevasf Antônio Neiva marcou para este mês de janeiro, com dia a ser confirmado, visita ao Norte de Minas, neste mês de dezembro para assinatura de ordem para licitação de obras na barragem de Jequitaí. Segundo informação do órgão, na prática não existe atraso no cronograma, já que a previsão é que o serviço seja retomado a todo vapor, ainda no primeiro semestre de 2018.
 
Disputa no PSB
Como está previsto para o final de fevereiro, princípio de março, a realização da convenção nacional do PSB e o atual presidente Carlos Siqueira é candidato a reeleição, o diretor deve ser o nome da agremiação na disputa pelo Governo do Estado. Tudo está sendo tratado com muita cautela. De um lado é fato de que hoje o dirigente nacional da agremiação é mais próximo do deputado federal (PSB), Júlio Delgado, líder do partido na Câmara Federal, mas ele sabe que o nome para disputar com Pimentel e o grupo de Aécio Neves, é o do ex-prefeito de Belo Horizonte, Márcio Lacerda. A princípio a ideia é buscar exaustivamente um consenso, mas caso não seja possível, o que for melhor para que ele consiga continuar presidindo o PSB é o que será levado em conta.
 
Novela Josué
Que o presidente do grupo Coteminas, Josué Gomes (PMDB), tem a pretensão de enfrentar as urnas no próximo ano isto ninguém tem dúvidas. Sempre que questionado a respeito ele tem dito que só vai falar do assunto no momento certo e de que ainda é muito cedo. Nesta semana aumentou as dúvidas sobre a que cargo concorrerá. No cenário nacional o PT conta com o seu nome para ser companheiro de chapa de Lula e caso no decorrer da campanha, o ex-presidente venha ser impedido, ele continuaria sendo o candidato do grupo. A outra opção que vem sendo discutido é sua candidatura ao senado pela aliança PT/PMDB. É preciso lembrar que o empresário Josué Gomes só poderá se decidir por ser candidato a vice-presidente da República, na embarcação do ex-presidente Lula, se deixar o PMDB. É que a direção do partido está anunciando candidatura própria ou apoio a um nome que seja aliado do presidente Michel Temer.
 
Ruy Muniz
O ex-prefeito por Montes Claros, Ruy Muniz, considerou positivo o fato de ter aparecido em pesquisa realizada no Estado e registrada junto ao TRE-MG, na primeira quinzena de dezembro. Entende que o resultado foi positivo diante do fato dos outros que aparecem na frente já estarem em franca campanha e com os nomes na mídia. Vale lembrar que nos levantamentos feitos no Norte de Minas, seu nome aparece disparadamente na frente dos outros concorrentes.

Publicidade
Publicidade
Comentários