Nova faculdade

Preto no Branco / 30/09/2017 - 04h00

Saímos na frente quando anunciamos a implantação de projeto na avenida Mestra Fininha, ao lado da Honda Veículos. Na ocasião ficamos de divulgar o que seria construído no local. Agora que tudo foi definido, trazemos a informação de que a área abrigará uma faculdade e um colégio da Igreja Adventista.
 
Nova empresa
É bem provável que já na primeira quinzena deste mês de outubro estaremos divulgando o nome da nova fábrica farmacêutica que está transferindo de São Paulo para Montes Claros. O que podemos adiantar é que é ligada a outra empresa do mesmo ramo e que tem um sócio em comum.
 
Pesquisa governador
Por não conhecer a metodologia, o questionário e o público pesquisado é evidente que sempre colocamos em dúvida as pesquisas que antecedem as eleições. Nesta semana estive em Belo Horizonte, conversando com lideranças políticas das diversas correntes em relação às pesquisas que tem sido feita para disputa do Governo de Minas. O certo é que tanto a oposição como a situação admitem que neste primeiro momento entre os nomes colocados Fernando Pimentel está melhor avaliado, principalmente na capital. Vale lembrar que o resultado de agora serve apenas como sondagem, já que somente após as convenções é que o quadro começa a clarear.
 
Carlos Pimenta
Durante audiência na Assembleia Legislativa, nesta semana, o deputado Carlos Pimenta ameaçou entrar na Justiça com medida de improbidade administrativa contra a Copasa. Alega que a empresa, sem convencimento técnico, investirá R$ 138 milhões na implantação de adutora no rio Pacuí, sem, contudo, ter certeza do resultado. Lembrou que há 15 anos Montes Claros vive o problema da falta de água, mas a empresa esperou agravar problema para manifestar.
 
Barragem Juramento
Ainda durante sua fala na audiência do rio Pacuí, o deputado Carlos Pimenta disse ter criticado e denunciado o plantio de eucalipto na área de recarga da barragem de Juramento, bem como a perfuração de poços no entorno da barragem. Afirmou que na ocasião foi ameaçado de processo por parte da empresa instalada naquela área.
 
Triggus
A empresa montes-clarense Triggus Indústria, Comércio e Distribuidora de Produtos Alimentícios já se prepara para ganhar outros mercados no país, já que hoje atende todo o mercado mineiro. A ampliação da indústria já começou e, segundo o proprietário, Gilson Pinho, dos 500 sacos de trigos gasto diariamente, o projeto é dobrar para 1 mil. O número de empregados subirá de 304 para 450. A empresa que tem como carro chefe o pão francês congelado, pensa ainda em explorar o ramo de salgado. Uma das facilidades é contar com frota própria.

 

 

 

Publicidade
Publicidade
Comentários