Leitura da eleição

Preto no Branco / 14/06/2018 - 06h51

Será necessária muita cautela para avaliar o encontro que o MDB realiza na manhã desta sexta-feira, em Montes Claros, onde deverá anunciar o nome do presidente da Assembleia de Minas, Adalclever Lopes, como candidato ao governo de Minas pela agremiação. É que lideranças, principalmente deputados de outros partidos, que ainda não definiram posição, prometem comparecem ao encontro. Mesmo não tendo bola de cristal, é possível afirmar que tudo caminha para que o MDB, na reta final, feche composição na majoritária, inclusive podendo abrir mão da cabeça de chapa.

Justiça para justiça
Os últimos acontecimentos no cenário político do país, fizeram com que a população perdessem a confiança no judiciário. Além de decisões questionáveis, a demora é também algo preocupante. Apresentar como justificativa o acúmulo de processo já não convence mais ninguém.
 
TRE-MG
Nos últimos anos têm sido comum no TRE-MG, chegar uma eleição e processos do pleito anterior ainda não terem sido julgados. Um outro fato que chama a atenção é a corte condenar um réu por unanimidade e depois ainda pedir vistas, quando o advogado do réu entra com embargo. Mesmo não sendo operador do direito, entendo que o objetivo seria uniformizar a jurisprudência interna, é o que normalmente acontece quando o acórdão divergir do entendimento da turma ou do plenário. Como embargos declaratórios servem apenas para esclarecer ponto omisso ou contraditório, quando não modifica o resultado, fico sem entender. Aliás, se fosse embargo infringente, quando a decisão não é unânime, seria mais fácil entender.
 
Fechando as portas
No tabuleiro do processo político de Minas Gerais, tem sido alvo de especulação de adiantada conversa entre o jornalista Carlos Viana (PHS) e o candidato ao governo de Minas, senador Antônio Anastásia. Como Viana já declarou que é pré-candidato ao Senado, a decisão em tese fecharia as portas para entendimento com outras agremiações, já que uma das vagas foi garantida ao ex-presidente da Assembleia, Dinis Pinheiro. Pela minha experiência, como analista político, posso afirmar que na disputa majoritária no ninho tucano, garantido mesmo é só o nome de Anastásia. O resto é passivo de entendimento.
 
Pão com pão
Nesta semana o empresário Romeu Zema, pré-candidato ao governo de Minas (Novo), anunciou que escolheu como seu companheiro de chapa o também empresário Paulo Brant, que em 2016 ensaiou candidatura a prefeitura de Belo Horizonte. Como vice é cargo de composição, entendo que eleitoralmente a decisão não soma. Seria o mesmo que fazer sanduíche de pão com pão, ou rechear porco com toicinho.
 
Candidato ao Senado
O presidente licenciado da Associação Brasileira de Câmaras Municiais (Abracam), Rogério Rodrigues, esteve na manhã de ontem em Montes Claros, quando participou de reunião com vereadores. Hoje (14), acompanhado da diretoria da entidade, participam de reunião com vereadores da região de Porteirinha. A programação segue na sexta-feira com reunião em São João do Paraíso e no sábado em Grão Mogol. Segundo ele, encontros semelhantes vem sendo realizados em todas regiões do Estado. Vale lembrar que Rogério é mineiro e este ano disputará uma cadeira no Senado Federal pelo Podemos.

Publicidade
Publicidade
Comentários