Bebida no volante

Preto no Branco / 27/12/2017 - 00h43

Certamente, uma das leis mais importantes votadas nos últimos anos e sancionada na semana passada pela Presidência da República, aumenta a pena de homicídio culposo na direção do veículo automotor cometido por condutor sob efeito de álcool ou drogas, que passa de detenção de 2 a 4 anos para 5 a 8 anos de reclusão.
 
Reforma da Previdência
Pelo andar da carruagem, a votação da Reforma Previdenciária se transformou não só como moeda de troca para espaço no governo, benesses pessoais e eleitorais, como também preocupação com o processo eleitoral de 2018. Para parte dos integrantes da base de apoio do próprio presidente Michel Temer (PMDB) está cada vez mais difícil aprovar as mudanças nas regras de aposentadoria em um ano eleitoral. Aliás, a maioria da bancada mineira já se manifestou contrária à votação da reforma no próximo ano. O mais provável é que a mudança só aconteça no próximo governo.
 
Candidatura antecipada
Confiante na sua reeleição, o deputado federal Fábio Ramalho (PMDB), que ocupa o cargo de vice-presidente da Câmara Federal, já antecipou que será candidato à presidência do Legislativo federal em 2019, com chance real de vencer. A confiança está principalmente por acreditar na reeleição de maioria dos atuais parlamentares, bem como a boa convivência entre os parlamentares. Vale lembrar que duas vezes por semana Ramalho oferece em sua residência em Brasília-DF, almoço para deputados e senadores, independente de coloração partidária.
 
Invasão na cidade
Desde o início do ano, temos alertado a Prefeitura de Montes Claros em relação à invasão de camelôs e vendedores de frutas na área central da cidade. Neste final de ano, a “coisa” piorou e virou uma verdadeira epidemia. Tem sido impossível transitar pelos passeios, quarteirões fechados e praças. O triste é que a prefeitura age como se o problema não fosse dela. As reclamações do comércio estabelecido e que paga todas as obrigações sociais não têm ressonância. Aliás, a CDL e a ACI tem que agir de forma mais dura e incisiva. Pelo visto o dialogo puro e simples não tem surtido efeito.
 
PMDB
O diretório do PMDB em Montes Claros marcou para confraternização de seus membros na primeira quinzena de janeiro. A grande novidade é que o vice-presidente da agremiação, vereador Idelfonso da Saúde deverá assumir a direção do partido. É que o atual presidente deputado estadual Tadeu Martins Leite afasta para dedicação exclusiva à sua reeleição.

Publicidade
Publicidade
Comentários