Atestado de morte

Preto no Branco / 06/02/2018 - 01h05

Está nas mãos da Prefeitura de Montes Claros e da Secretária de Saúde do Estado a vida de dezenas e dezenas de pessoas com câncer no Norte de Minas. É que mesmo a cota de cirurgias não atende nem 30% da demanda regional. O número de procedimentos, que hoje é de 105%, será reduzido para 40%. É preciso que a Superintendência Regional de Saúde e a prefeitura se manifestem de maneira urgente sobre a questão e, consequentemente, o aumento da fila oncológica. A informação é de que a redução já valerá para o próximo mês.

Promessa de alívio
Ontem, o presidente da República, Michel Temer, enviaria ao Congresso Nacional Projeto de Lei (PL) repassando recursos da ordem de R$ 2 bilhões a municípios brasileiros. O Governo já comunicou à Câmara e ao Senado que tem interesse na votação urgente do PL. A expectativa é que os recursos sejam repassados via Fundo de Participação dos Municípios (FPM). Como estamos em ano de eleição, o momento é propício para fazer um afago nos prefeitos.
 
Piquenique no processo
Aproveitando a insatisfação do professorado mineiro, o sociólogo e empresário da Educação João Batista dos Mares Guia foi lançado na semana passada como pré-candidato ao Governo de Minas pelo Rede, usando como bandeira a solução dos problemas do ensino no Estado. Irmão do ex-ministro Walfrido dos Mares Guia, João Batista se diz de esquerda por ter militado por muitos anos no PT, mas também não esconde um pé na direita, uma vez que foi secretário de Educação em 2000 na gestão tucana de Eduardo Azeredo. Na ocasião, o irmão era vice. O mais interessante é que apesar de ter participado dos dois extremos, inicia o retorno à política atacando os dois extremos. Para quem conhece de política sabe que o objetivo é apenas chegar ao eleitor atacando aqueles que de fato serão os protagonistas da novela política deste ano.
 
Representação na Justiça
É grande a expectativa de que o governo de Minas e as prefeituras cheguem a um acordo em relação à retenção de recursos. Apesar do compromisso feito pelo governador Fernando Pimentel de que neste mês coloca tanto o repasse do ICMS como o do IPVA em dia, a Associação Mineira de Municípios (AMM) já protocolou representação no TCE-MG, solicitando o bloqueio de verbas no caixa estadual. Por sua vez, o Tribunal de Contas informou que até quarta-feira desta semana fará o sorteio para distribuição da representação a um dos conselheiros.
 
Caso de Polícia
A major Gracielle, que no mês passado deixou a seção de comunicação da Regional da Polícia Militar no Norte de Minas para assumir o comando da 11ª Companhia de Meio Ambiente e Trânsito, foi aprovada e já está na capital fazendo o Curso de Especialização de Gestão em Segurança Pública. Nesta quarta-feira será a vez do esposo, tenente-coronel Hansen, tentar as provas que dão direito ao curso. A importância do curso é de que somente ele permite ao oficial chegar ao posto de coronel.

Publicidade
Publicidade
Comentários