Visita

Plenarinho / 02/02/2018 - 01h04

Sem ter o que falar, pois realmente o quadro é difícil, o governador Pimentel, que esteve em Montes Claros sem aviso prévio, garantiu para os poucos que estiveram com ele que existem outros projetos de captação que poderão, e muito, resolver em definitivo o problema da maior cidade do Norte de Minas em termos hídricos.

Tragédia
Com a morte de Jerusa Caroline Carvalho Silva, de 23 anos, segunda vítima do atropelamento que ocorreu no domingo aqui em Montes Claros, por um homem de 71 anos de idade, inabilitado e com sintomas de embriaguez, o acerto dele com a Justiça vai ser pesado. “A pena dele agora será de até 12 anos. Antes ele respondia apenas por um homicídio e lesão culposa no trânsito, agora ele responde por dois”, explica o delegado regional, Jurandir Rodrigues.
 
Greve
Foi dada a largada. Ainda tentando acertar o calendário escolar do ano de 2017, a Unimontes parou de vez. Segundo o presidente da Adunimontes, Afrânio de Melo Junior, grevistas reivindicam o acordo feito com o Governo de Minas Gerais que não foi cumprido. Em 2016, depois de uma greve de 123 dias, houve um acerto protocolado no TJMG com pontos sobre a carreira de professores, além de salários. O texto previa reestruturação da carreira e incorporação de gratificações. Mas nada foi garantido segundo nota da instituição.
 
Governo esclareceu
Em nota, o Governo informou que “mantém diálogo permanente com os representantes de todas as categorias para discutir e negociar propostas. No momento, o plano de carreira dos servidores da Universidade está sendo amplamente discutido em um grupo de trabalho, formado por representantes das Secretarias de Estado de Planejamento e Gestão (Seplag), e de Ciência e Tecnologia (Sedectes), além da Unimontes”.  
 
Ponto fixo
A Polícia Militar está usando em Belo Horizonte o projeto de Ponto Fixo para melhorar a vigilância e diminuir os índices de violência. Algumas CIAs foram desativadas, e mesmo com a população protestando, passados alguns dias, parece que a ideia vai se consolidando. No caso das CIAs do Major Prates e Maracanã, quando foi anunciada a retirada da mesma, a reação foi de imediato. Ninguém está aprovando o projeto. Vai ser preciso muita luta para que a PM volte atrás.
 
Ponto fixo II
Para não ficar atrás a Defesa Social de Montes Claros também está querendo colocar um Ponto Fixo no interior do Montes Claros Tênis Clube. Nesta semana, dois viciados estavam negociando drogas nas intermediações, provocando revolta dos comerciantes. O titular da pasta, Vasconcelos, afirma que para garantir mais segurança à população, a Guarda Municipal busca por uma instalação de um ponto fixo na Praça. “A Guarda Municipal está montando um ponto base na praça o que gera uma melhoria no local e proporciona segurança que é o nosso objetivo com a PM”, argumentou o secretário.

Publicidade
Publicidade
Comentários