Thiago Muniz

Plenarinho / 09/05/2018 - 01h58

O prefeito de Montes Claros, Humberto Souto, não sabia quem era Thiago Muniz, filho do professor Ruy Muniz e da deputada Raquel, hoje administrando o sistema Soebras. Mas ficou conhecendo. Durante toda a audiência com os hospitais da cidade, ele se voltou para o jovem executivo com argumentações desafiantes e obtinha em cima do fato respostas convincentes e nunca comprometedoras, já que estava ali como apenas mais um colaborador da gestão plena. Thiago, muito preparado, deixou Souto com a certeza de que sabe o que faz. Aprendeu muito.
 
Esqueceu
Dentro do mesmo assunto, um diretor de hospital presente à audiência desabafou para a coluna:” o prefeito falou o tempo todo para o rapaz e se esqueceu completamente do que vai propor para a gestão plena, deixando todo mundo surpreso. A partir da agora Montes Claros passa a gerir os recursos e também cobrar dos hospitais o cumprimento de metas.
 
Mistério
O prefeito Humberto Souto até agora permanece em silêncio quando o assunto é o apoio às candidaturas para deputado federal e estadual. É claro que ele já tem acesso as pesquisas e de grupo genuinamente de primeira hora percebe-se que nenhuma candidatura foi posta. Por exemplo, Athos e Claudinho estão fora de combate. O primeiro mora em Belo Horizonte. Quanto ao vereador Claudinho, hoje secretário de administração, não deixou o cargo no prazo exigido pela lei e portanto não está apto a se inscrever. Um mistério.
 
Mistério II
Humberto Souto, como quem sabe de política entender, jamais colocaria a estrutura da prefeitura em qualquer campanha. Por isso está apenas observando as pedras dos pré-candidatos que tentam ser próximos deles para decidir. Gil Pereira e Carlos Pimenta disputam o espaço, mas com uma frieza que assusta. Os dois têm indicações em cargos na prefeitura, mas nada que possa favorecê-los em termos de votos.Quanto à disputa da vaga de federal, ninguém sabe absolutamente nada, nem mesmo os que estão como pré-mistério.
 
Saturação
Na linguagem dos marqueteiros o termo saturação é usado quando existem excessos de imagens, fala, ouvido e que não decidem nada. Na Câmara Municipal já estão escolhendo vereadores que estão presentes em todos os eventos, religiosos, ambientais e administrativos, e que na hora de colocar a cara para mostrar serviço simplesmente desaparecem. Tenho em mãos a relação de deles, que aliás usam as redes sociais para mostrar serviço que às vezes não existe. Cuidado.
 
Ambulante
Em menos de 20 dias, o ambulante Leo Ferreira virou notícia nacional. Vendia coxinhas no centro da cidade, mas os fiscais queriam tomar a sua mercadoria, o povo não deixou e comprou tudo. Ele foi notícia no jornais, rádios e TVs de MOC, foi parar no Fantástico, passou por Rodrigo Faro, embolsou R$ 30 mil. Depois, foi flagrado com um telefone celular desviado dentro de um cartório e fazia festa com travestis na noite. Foi do céu ao inferno em pouco tempo.

Publicidade
Publicidade
Comentários