Futuro de Aécio

Plenarinho / 28/09/2017 - 00h38

Foi grande a repercussão na região norte mineira da decisão da Justiça em afastar o senador Aécio Neves do cargo de senador, além de outras sanções como o impedimento de sair de casa em horário noturno e também do recolhimento de seu passaporte. Como governador, ele, Aécio, pode ser considerado, como um dos que mais fez pela região, mas, em compensação, no Senado ficou totalmente ausente, bem como o seu companheiro Antônio Anastasia . Ausentes o tempo todo.

 
Tabuleiro de pirulito
Os moradores do bairro Morada do Sol estão cobrando a ação de órgãos ambientalistas no que se refere à presença de empresas que estão abrindo poços artesianos indiscriminadamente naquela região sul da cidade. Agora mesmo, em recente encontro, ficou constatado que o Norte de Minas está se transformando em “tabuleiro de pirulito”, pois têm aproximadamente 40 mil poços artesianos perfurados, sendo que 2/3 deles são clandestinos e a principal consequência é que está sendo extraída muita água subterrânea, conforme alerta de Leonardo de Almeida, coordenador de Água Subterrânea da Agencia Nacional de Águas (ANA). Durante Seminário sobre Água Potencial Hídrico do Norte de Minas, realizado pela Sociedade Rural de Montes Claros, que reuniu 220 produtores da região, ele apresentou os Estudos Hidro Geológicos na Região Hidrográfica do São Francisco e a Questão do Verde Grande, quando enfatizou que na região formada pelo Norte de Minas e Bahia são 25 mil poços legais e 70 mil ilegais. UMA COISA.
 
Aumento
Os vereadores da Câmara Municipal de Montes Claros deram um presente para os Servidores da Casa. Aprovaram um aumento de 10% em seus vencimentos que serão pagos em duas parcelas: uma de 5% em outubro e a segunda em fevereiro de 2018.O impacto será de R$ 143 mil reais , incluindo o 13º salário. Há muito que eles reivindicavam o benefício.
 
Minha árvore, minha vida
A situação de abandono em que se encontra a Praça da Matriz está chamando a atenção dos moradores daquela histórica região. Agora mesmo estão colocando colchões, travesseiros e cobertores velhos em cima das árvores, provocando protestos. Moradores de rua que dormem nas imediações saem para as ruas durante o dia e guardam os seus objetos naquele que foi o mais bonito cartão postal da cidade. O abandono é total.
 
Dinheiro em caixa
Não por falta de dinheiro que a prefeitura não realiza pelo menos pequenas obras na cidade. Agora mesmo a Secretaria da Fazenda prestou contas do segundo quadrimestre, quando o titular da Pasta, Coriolando Ribeiro, apresentou saldo positivo. Hoje o tesouro municipal tem em caixa a quantia aproximada de R$ 80  milhões no melhor rendimento dos últimos anos. Ele explicou que os dados são otimistas, mas não tinha o saldo definitivo a ser apresentado, pois ainda persiste a dificuldade da empresa responsável pela tecnologia de informática em apresentar os relatórios, o que exige um estudo manual e na ponta do lápis. Bem, agora mãos a obra.

 

Publicidade
Publicidade
Comentários