Depois da greve, a Copa

Plenarinho / 06/06/2018 - 07h00

Depois da greve dos caminhoneiros, feriadão de Corpus Christi, chegou a vez da Copa do Mundo. A nível de governo federal, o Ministério do Planejamento publicou no Diário Oficial da União (DOU) portaria que flexibiliza o horário de expediente dos órgãos e entidades da Administração Pública Federal direta, autárquica e fundacional nos dias de jogos da Seleção Brasileira de Futebol na Copa do Mundo Fifa 2018, que ocorre na Rússia neste mês. Pelo ato, nos dias em que os jogos da Seleção se realizarem pela manhã, o expediente terá início às 14h (horário de Brasília); e nos dias em que os jogos forem à tarde, o expediente se encerrará às 13h (horário de Brasília). As horas não trabalhadas devem ser compensadas até o dia 31 de outubro de 2018.
 
Horário
Aqui em Minas Gerais, o governador Pimentel vai também publicar ato disciplinando o horário dos jogos, o mesmo ocorrendo em Montes Claros, onde o prefeito Humberto Souto estuda planilha específica para a data. É bom lembrar que a abertura da Copa do Mundo será realizada no próximo dia 14 na semana que vem. A primeira disputa do Brasil no torneio ocorre no dia 17, um domingo, contra a Suíça. Ainda na primeira fase a Seleção jogará contra a Costa Rica, no dia 22 (sexta-feira), e contra a Sérvia, no dia 27 (quarta-feira). Vai descer redondo.
 
No limite
“Estamos chegando ao limite. Chega de tanta mentira e discordância entre governo e os professores”. O desabafo é de um pai de família, também servidor, ao fazer referência a uma nova paralisação que está desenhada para ter inicio. Servidores da educação vão fazer paralisação de advertência e acenam com greve longa. A coordenadora do Sindicato Único dos Trabalhadores em Educação de Minas Gerais (Sind-Ute), Beatriz Cerqueira, afirma que a revolta dos servidores é ainda maior este mês. Isso porque o governo ainda não divulgou as datas em que serão depositadas as parcelas do pagamento. Segundo fonte, nos bastidores, a informação é de que o pagamento da primeira parcela não deve sair antes do dia 20.  
 
Postos de combustível  
Membro do judiciário tem dados em mãos que podem comprometer alguns donos de postos de combustível, que teriam exagerado na cobrança do produto durante paralisação dos caminhoneiros. Os próprios proprietários de veículos que estão se sentindo ludibriados estão decidindo entrar no MP para provar que houve excessos por parte de muitos deles. Alias, deve se elogiar bastante o Comitê de Gestão da Crise que entrou no momento certo e uniu entidades para fiscalizar

 

Publicidade
Publicidade
Comentários