Copasa

Plenarinho / 13/09/2017 - 01h57

Pensando que elegendo o prefeito Humberto Souto teria vida longa e poderia continuar recebendo milhões da cidade, enviando todo o recurso para Belo Horizonte, a Copasa agora vai ter que entrar em guerra com a prefeitura, já que a Procuradoria Municipal entrou com processo contra a mesma requerendo indenização em torno de R$ 50 milhões, motivada por diversas ilegalidades cometidas contra a cidade. Uma delas, a mais grave, é o aumento da tarifa sem comunicar ao Poder concedente. Briga boa.
 
Casas populares
A prefeitura não assinou convênio que iria permitir a construção de 900 casas populares pelo programa “Minha Casa Minha Vida”. O vereador Ildefonso de Oliveira, em contato com este jornalista, não encontra argumentos para tal decisão. Pela prefeitura o que se comenta é que não existe dinheiro para a contrapartida. UMA COISA.
 
Paraquedistas
Podem anotar. O número de candidatos paraquedistas que já começam a chegar na região a cata de votos vai dobrar até o ano que vem. Em qualquer evento, a partir de agora, percebe-se a presença dos mesmos e sempre levados por um ex-prefeito, vereador ou falsa liderança, tudo a troco de uma graninha extra. É preciso intensificar a campanha.
 
Fenics
Uma grande festa regional é a FENICS que a cada ano se renova e envolve milhões de reais em negócios. Segundo Newton Figueiredo, presidente da ACI, também os custos para a implantação da mesma são altos e, por isto, os investimentos precisam aparecer em termos de produção e faturamento dos empresários que acreditam no evento. Agora mesmo, pequenos empreendedores estão prontos para aparecerem no mercado. ISTO É BOM.
 
Lição
Para muitos juristas que transitam pelo Fórum Gonçalves Chaves este imbróglio em que o Procurador Geral da República, Rodrigo Janot, se meteu nos últimos dias vai funcionar para colocar as devidas “coisas” em seu lugar. Acreditam que havia um risco muito grande dos superpoderes do MP no que concerne à sua atuação, atropelando outros.
 
SAMU
O Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU) comunicou que ficaria sem atendimento por cerca de uma hora, na madrugada de ontem, entre 2h e 3h. O motivo seria uma manutenção no sistema de telefonia da unidade Macro Norte. Por isso, as ligações para o 192 ficarão impossibilitadas por tempo determinado. Até aí tudo bem. Mas já existe outros comentários de que qualidade dos serviços estariam comprometidos em função de outro problemas técnicos, administrativos e de manutenção da frota.
 
Pacuí
“As pessoas precisão ter reflexão antes de criticar uma obra dessas, que vai solucionar, de forma paliativa, o problema de Montes Claros. Vai contribuir para que  Juramento não tenha um colapso total. Nesse momento, é necessário ser racional”, afirmou o prefeito Humberto Souto durante entrevista coletiva defendo o projeto, já em execução pela Copasa, para trazer água para a cidade. Ao mesmo tempo, antigos eleitores de Souto se reuniam em protesto pela transferência em Coração de Jesus.

 

Publicidade
Publicidade
Comentários