Consignados

Plenarinho / 02/11/2017 - 00h28

O servidores do Estado de Minas Gerais estão com problemas para conseguir empréstimos consignados. Os bancos alegam que mesmo descontando as prestações nos contra cheques o governo não vem pagando as prestações em dia. A partir de agora, este tipo de empréstimo está sendo negado o que provoca problemas para quem está apertado e necessita deste tipo de operação. Mais um problema a ser resolvido.

 
Décimo terceiro
Uma outra notícia nada animadora. As prefeituras vão ter problemas para pagar o 13º salário. O presidente da Associação Mineira de Municípios (AMM) afirma que, em rápido levantamento, chegou-se à conclusão de que 70% delas não vão ter dinheiro em caixa para o compromisso. Segundo Julvan Lacerda, no ano passado o pagamento foi feito porque entrou o dinheiro da repatriação, mas agora não existe perspectiva.
 
Sudene
Em uma sessão tumultuada, o plenário da Câmara aprovou por 294 votos favoráveis, 41 contrários e quatro abstenções, o Projeto de Lei Complementar (PLP) 76/07, que inclui 81 municípios de Minas Gerais e dois do Espírito Santo na área de abrangência da Superintendência do Desenvolvimento do Nordeste (Sudene). Os novos municípios, integrados ao órgão em virtude das condições climáticas semelhantes às do Semiárido, passarão a contar com recursos do Fundo Constitucional do Nordeste (FNE). A matéria segue para apreciação do Senado. Atualmente, a Sudene abrange totalmente estados do Maranhão, Piauí, Ceará, Rio Grande do Norte, da Paraíba, de Pernambuco, Alagoas, Sergipe e da Bahia. O órgão já atende a 161 municípios de Minas Gerais e 26 do Espírito Santo. Ao órgão, cabe promover o desenvolvimento includente e sustentável do Nordeste e fomentar a integração competitiva da região nos mercados nacional e internacional.
 
Casamento no parque
O Diário Oficial de Montes Claros trouxe na edição de sábado uma publicação incomum: o Decreto 3590, de 26 de outubro de 2017, que autorizava a realização do casamento de Ana Cristina Alves e Igor Santiago Pereira, no sábado passado, no Parque Municipal. É a primeira vez que ocorre esse tipo de publicação no Diário Oficial. No mesmo ato foi autorizada, a título precário, a utilização dos bens públicos municipais pela  Igreja Adventista do Sétimo Dia, no dia 28. Nesses casos, ficam autorizados a instalar  tendas, mesas, cadeiras, instrumentos de som e outros mobiliários necessários à realização do evento. O decreto foi assinado pelo prefeito Humberto Souto. A Procuradoria Jurídica Municipal explica que a publicação do decreto é uma forma de cumprir a lei, pois os espaços públicos somente podem ser usados por particulares se tiver a autorização oficial. Essa medida foi adotada desde o mês de maio em Montes Claros, quando se expediu a recomendação para qualquer concessão de espaço público ser permitida depois de receber o parecer jurídico. O Parque Municipal sempre é usado por noivas para fazer as fotografias antes do casamento, por causa da sua extensa área verde e ainda contar com uma das maiores lagoas da cidade.

Publicidade
Publicidade
Comentários