Candidaturas...

Plenarinho / 30/09/2017 - 02h01

As especulações em torno das candidaturas de novos nomes a Assembleia Legislativa e a Câmara Federal continuam. Depois da anunciada dupla Paulo Guedes e Virgílio Guimarães, saindo de cena Ricardo Campos e Gabriel Guimarães, eis que surge o nome de Gil Pereira para a Câmara e do filho do Alberto Pinto Coelho, Albertinho, para estadual. O gabinete de Pereira nega a dobradinha, mas, segundo comentários, o amadurecimento para a consolidação da chapa é grande.
 
Senado
Ventos que sopram de Brasília confirmam que o presidente do Senado, Eunício de Oliveira confirmou que os senadores adiaram para a semana que vem a votação do requerimento para derrubar as medidas impostas pelo Supremo Tribunal Federal contra o senador Aécio Neves (PSDB), que foi afastado do cargo e ainda está impedido de sair de casa à noite. Se realmente for para plenário a matéria, o senador mineiro tem grandes chances de ficar livre das penalidades que sofreu.
 
PT
Se depender do PT de Montes Claros, a ala mais radical, Dilma Rousseff não terá o seu nome aprovado para se candidatar ao Senado. Como está sendo divulgado, a possibilidade de a ex-presidente disputar uma vaga ao Senado nas eleições do ano que vem não é consenso nem dentro do PT. É que outras candidaturas já vinham sendo construídas e, apesar de haver duas vagas para o Senado, o lançamento de dois nomes do mesmo campo pode dividir o eleitorado. Ainda mais em uma eleição que promete repetir a acirrada eleição de 2014, quando Dilma e o senador Aécio Neves (PSDB) disputaram o segundo turno da campanha presidencial. O tucano deve ser o candidato do seu partido ao Senado. É bom lembrar também que Reginaldo Lopes vem trabalhando o seu nome para também disputar.
 
Abandono
A prefeitura precisa enfrentar sem medo de negativa popular o projeto que privatiza ou então reforma a estrutura do Montes Claros Tênis Clube. Completamente abandonado, o tradicional Clube tem um terreno que vale milhões de reais e poderia, caso privatizado, render muito dinheiro para os cofres. Uma equipe já se mostra disponível para fazer estudos sobre a viabilizada do projeto. Basta querer.
 
Lula
O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) fechou o roteiro da caravana que fará por Minas Gerais e elencou justamente as regiões mais pobres do Estado para a pré-campanha. Dirigentes do PT de Montes Claros estão preparando uma estratégia enorme para dar visibilidade à visita. Das 11 cidades que serão visitadas em oito dias, oito estão localizadas nos vales do Mucuri e Jequitinhonha e Norte de Minas, regiões mineiras com cidades com menores índices de desenvolvimento humano. Uma delas é a marca do principal programa social lançado por Lula quando assumiu a Presidência da República. Foi em Itinga, no Jequitinhonha, em 2003, que o petista anunciou o Fome Zero, precursor do Bolsa Família.

 

Publicidade
Publicidade
Comentários