Briga boa

Plenarinho / 04/10/2017 - 00h50

“Não existe a menor possibilidade de o petista Virgílio Guimarães assumir qualquer cargo no governo neste momento”. Assim expressou-se um membro da Executiva do Partido dos Trabalhadores de Montes Claros diante de fatos divulgados no inicio da semana. Para a fonte, Gabriel ao contrário, já começa a colocar em ação estratégias para eleger o seu pai como estadual.

    
Leninha
A socióloga Leninha que está se sentindo rejeitada nas conversas visando as candidaturas para o ano que vem, pode aguardar, porque o que se comenta nos bastidores é que ela vai ter espaço e também a legenda para a sua candidatura. Como todos sabem, Virgílio é o pai da carreira política de Paulo Guedes, e ele não tem outra saída a não ser apoiá-lo.
  
Análise
O advogado Nestor Rodrigues, hoje em Brasília-DF, ocupa cargo na Executiva do Partido da República (PR), opina que a situação criada pela Primeira Turma do STF em relação ao senador Aécio Neves é realmente complicada, pois o senado federal está se sentindo jogadas as traças. O mais importante, segundo o jurista, é que este Poder, o mais rápido possível tem que puxar para ele a responsabilidade de em primeiro momento esclarecer a situação do e- governador.
    
Voo
Somente para esclarecer. O que pensam as empresas aéreas em relação ao movimento de passageiros no aeroporto local. A todo o momento o cliente fica sem saber como conciliar os seus horários. Agora mesmo, o voo de São Paulo está com escala em Belo Horizonte onde permanece por mais de 1 hora. Mas está sendo diferente, e ninguém sabe como proceder.
    
Sem energia
A manhã de ontem foi um verdadeiro inferno para a cidade. Sem energia elétrica alguns pontos comerciais ficaram isolados. Shoppings, magazines e lojas então por algum tempo estavam fora do ar e provocando prejuízos de grande monta. A Cemig vai soltar nota oficial para explicar a situação.
    
Cargas dos correios
Criminosos roubaram parte de uma carga de encomendas dos Correios, em Montes Claros. O funcionário estava fazendo uma entrega no Bairro Santa Rita, quando foi abordado por um criminoso que assumiu a direção do veículo; outros dois homens entraram no compartimento de carga do veículo e seguiram sentido BR-135. Durante o percurso, a vítima foi obrigada a entrar no compartimento de carga e a entregar a blusa de uniforme para um dos bandidos; o funcionário teve o rosto coberto. Toda a ação durou aproximadamente 40 minutos e ele não ficou ferido. O mais interessante é que ficaram de voltar aproveitando a greve. Não sei onde é que o movimento tem interferência nesta ação.

Publicidade
Publicidade
Comentários