Ação

Plenarinho / 12/10/2017 - 00h58

É preciso registrar a ação de deputados da região quando do encontro com o Presidente Michel Temer. Numa união de forças conseguiram a liberação de 8 milhões e 700 mil reais para auxiliar no socorro às vítimas da tragédia da creche de Janaúba. Pilotado pela deputada federal Raquel Muniz o encontro foi produtivo e a bancada agiu unida.

 
Praça da matriz
Moradores da região histórica de Montes Claros, Praça da Matriz e adjacências estão preparando manifestação com a finalidade de cobrar ação da Prefeitura diante de fatos graves que estão ocorrendo no antigo cartão-postal da cidade. Servindo como depósito de caixa de lixo que acabou com o Coreto Nivaldo Maciel, e também com as árvores servindo de guarda cobertores e travesseiros de moradores de rua, o local hoje está sob o domínio de drogados e assaltantes. 
 
Audiência
Jornalistas de Montes claros foram ouvidos na Justiça Federal na semana que passou em ação movida pelo Delegado Marcelo Freitas que se diz perseguido no famoso imbróglio de um episódio envolvendo uma visita que o mesmo fez ao deputado Paulo Guedes. As partes foram ouvidas e agora esperam pelo encerramento do Caso.
 
Desapareceu
Os moradores do bairro Alterosos estão indignados com as transferências de ESF que foi para o bairro Maracanã, distantes três quilômetros do antigo endereço. Atendendo média de 2.800 pessoas cadastradas, ficaram sabendo de tudo através de bilhete afixado no portão do imóvel. Querem de volta a unidade.
 
Gás
Revendedores de gás de Montes Claros se preparando para enfrentar nova queda nas vendas. É que desde ontem, quarta-feira (11) o gás de cozinha (GLP) em botijão de 13 kg, de uso residencial, vai ficar, em média, 12,9% mais caro nas refinarias. Para o consumidor final, a Petrobras estima que o botijão seja reajustado em torno de 5,1%, ou cerca de R$ 3,09 cada. Apenas em dois meses, o aumento foi de 44,8%. No ano, chega a 51,5% nas refinarias, mas as distribuidoras são livres para colocar o preço que quiserem, repassando ou não o índice. O reajuste anterior havia sido em 26 de setembro. UMA COISA.
 
Orçamento 
O Orçamento do Município para 2018 pode passar de R$ 1,4 bilhão, o que significa mais recursos para investir em setores fundamentais, com a perspectiva de melhorar a qualidade de vida da população. A ampliação se deve à projeção do aumento da receita em torno de R$ 199 milhões com o retorno da gestão plena da saúde ao Município. Este orçamento atual foi muito contestado quando o prefeito era Ruy Muniz. Quem estava tomando posse afirmava que ele havia super estimado o mesmo. Voltaram atrás. 
 
Impositiva
Os vereadores vão aprovar o orçamento, mas já mandaram avisar que querem reservas as emendas impositiva, onde a prefeitura tem que liberar para cada um deles em torno de 2 milhões de reais para serem aplicado em obras, e um percentual mais alto para a saúde.

Publicidade
Publicidade
Comentários