Max Min: Uma Noite em Olinda

Magnus Medeiros / 06/06/2018 - 10h01

O belo campestre Max Min Clube prossegue firme na preservação da sua festa junina, uma das mais tradicionais e movimentadas da região. Neste ano, terá como tema “Uma Noite em Olinda”, uma autêntica festa pernambucana com direito a muito frevo, xaxado e maracatu. Decoração e iluminação especiais, bandas, barraquinhas de comidas e bebidas típicas e a presença maciça do seu quadro de associados prestigiando e superlotando as dependências do clube. Os convites (R$ 100 - inteira e R$ 50 - meia) e reservas de mesas (R$ 100 - sócios e R$ 500 - não sócios) já se encontram a disposição dos interessados na secretaria do clube. Mais informações pelo telefone (38) 3215-1174. O atual presidente Wagner Batista Castro e sua atuante diretoria a mil por hora. Uma noite esplendorosa e imperdível!

Reflexão
Não sou para todos. Gosto do meu mundinho. Ele é cheio de surpresas, palavras soltas e cores misturadas. Às vezes tem um céu azul, outras tempestades. Lá cabem sonhos de todos os tamanhos. Mas não cabe muita gente. Todas as pessoas que estão dentro dele não estão por acaso. São necessárias.

Aprendendo
São João e são-joão: a diferença. Ora São João é o santo. Ora a festa. Ambos se escrevem do mesmo jeito? Não. Santo é nome próprio. Escreve-se com a inicial grandona. A festa é nome comum. Joga no time de carnaval e farra do boi. Grafa-se com inicial minúscula e com hífen: Sou devoto de São João. E você? No Nordeste, as festas de são-joão são animadas.

Etiqueta
É a maior falta de consideração usar o chamado “vale-empada” (aquele cartãozinho que acompanha apenas alguns convites e que determina quem está ou não convidado para a festa). Se seu orçamento só chega para cem convidados, não convide quatrocentos para a igreja. É muito melhor convidar apenas quem realmente importa. De leve.


FIGURAS E FATOS
Junho na mitologia grega

Maio se foi. Com ele, a deusa Maia dá adeus a 2018. Ela se identifica com a primavera no Hemisfério Norte. As comemorações que se faziam depois do frio e da neve reverenciavam Maia e Flora - divindades relacionadas ao crescimento de plantas e flores. Daí o nome do mês que se despediu. Até 2019. O vaivém. O calendário não admite vazios. Um mês se vai, outro vem. Agora, junho pede passagem. Nós o recebemos com banda de música e tapete vermelho. A razão: ele homenageia a primeira-dama do Olimpo. Juno se casou Zeus, o deus dos deuses. Os dois vivem no Olimpo. Lá, ela se senta ao lado dele. E, sempre que pode, acompanha o maridão nas idas e vindas mundo afora. Ele a engana a torto e a direito. Ao ver um rabo de saia, arranja um jeitinho de distrair a mulher. E, livre, cai na gandaia. Quando ela descobre, vinga-se sem piedade. Uma das vítimas foi Hércules. Ele era filho de Zeus com a mortal Alkmena. Como desforra pela traição, ela mandou serpentes sufocar o bebê no berço. Fracassou. Mais tarde, enlouqueceu o jovem. Ele, então, matou os filhos. Como castigo, teve de enfrentar perigos enormes. Foram os 12 trabalhos de Hércules. Por defender o casamento, Juno se tornou a protetora dos casais, da família e da maternidade. Os homens, então, lhe fizeram uma homenagem. Deram-lhe de presente o sexto mês do ano. Para lembrar Juno, junho se chama junho.
 
Dia dos Namorados
Os restaurantes da cidade estão preparando com muito carinho e esmero cardápios especiais para o Dia dos Namorados que acontecerá no próximo dia 12 deste mês de junho. Dentre eles, o gabaritado Restaurante Aroma, no espaço Visiom (Avenida Geraldo Athayde, 1334 - Alto São João) anunciando prato especial e sobremesa inclusos no preço (R$ 250,00 o casal). De quebra, shows com Sérgio & Rodrigo (falando de amor) e Lucas & Eduardo (cantando para os apaixonados). Reservas pelo telefone (38) 99987.4132.

Paralisação dos caminhoneiros
Dados da CNI apontam que 45% das indústrias ficaram paradas durante a greve dos caminhoneiros por falta de matéria-prima ou dificuldade de enviar produção. Cerca de U$ 1 bilhão foi perdido em exportação, mais de 100 milhões de aves foram sacrificadas e 300 milhões de litros de leite, jogados fora. O saldo: vai aumentar o desemprego e a inflação vão piorar, assim como o PIB. A fatura chegará para todos, menos para a classe política. E nós, brasileiros, mais uma vez, impotentes, teremos que aceitar mais essa excrescência. Até quando? Só Deus sabe!
 
Título de cidadania
O competente maestro Alex Domingos que, graças à sua comprovada competência transformou completamente o cenário musical da ribeirinha Pirapora e responsável pela apreciada e prestigiada Sinfonia do Velho Chico no legendário Vapor Guimarães, será o mais novo Cidadão Honorário da cidade. A entrega do título será no próximo dia 22 deste mês de junho, em sessão solene na Câmara Municipal da cidade. Uma justa e merecida homenagem.

Servidores da educação: nova greve
Segundo informes, o governo de Minas vai enfrentar mais uma paralisação de servidores estaduais. Segundo o Sind-Ute, a paralisação foi aprovada em recente congresso do sindicato. A luta é contra o parcelamento dos salários e a volta do pagamento no quinto dia útil. Neste mês o governo ainda não divulgou as datas em que serão depositadas as parcelas do pagamento, que causa revolta maior dos servidores.
 
Pedófilo e abusador
Embora muitas vezes usa-se o termo “pedófilo” para se referir a um abusador sexual, a maioria dos abusadores não é de pedófilo. Fazer essa distinção é importante para que as análises e as políticas de intervenção e prevenção não sejam generalizadas. A pedofilia é um transtorno psiquiátrico do comportamento sexual. Não dá para chamar o abusador de pedófilo. O abuso pode ser cometido por qualquer pessoa; já o pedófilo pode viver um processo de observação e nunca se relacionar com a criança. Vivendo e aprendendo.
 
Gripe e resfriado: cuidados
Apesar de serem doenças comuns, a gripe e o resfriado escondem perigos que podem por em risco a vida das pessoas. Dicas simples, ou seja, “higiene respiratória. ”São ações como lavar as mãos várias vezes ao dia; ao espirrar ou tossir, utilizar a parte interna do braço, e não as mãos; evitar locais aglomerados; deixar o ar circular dentro de casa; não compartilhar objetos pessoais, e, diante de qualquer sintoma, procurar um médico o mais rápido possível.
 
Transplante cardíaco
São 50 anos do primeiro transplante cardíaco do país que aconteceu no Hospital das Clínicas da USP, em 26 de maio de 1968. Euclydes Marques, 83, comandou a operação junto com Euriclides de Jesus Zerbini (1912-1993), e Noerdi Stolf, 75, na época um jovem residente. Marques declarou que combinou com Zerbini que tiraria o coração do doador enquanto batia, diferente da versão oficial de que o órgão teria parado antes da remoção - o conceito de morte cerebral ainda enfrentava resistência. Meio século depois, aquele transplante ainda gera debate

Publicidade
Publicidade
Comentários