39 anos de jornalismo

Magnus Medeiros / 03/04/2018 - 18h14

Em quase 39 anos de jornalismo (além dos anos anteriores que atuamos na obscuridade, sem assinarmos o que escrevíamos para alguns profissionais), sempre procuramos nos policiar quanto às palavras, fazendo um bom uso das mesmas para crescimento das pessoas e enaltecer e divulgar o que de bom acontece em nossa região. Parodiando o inteligente antropólogo Roberto Da Matta: “Eu uso palavras, não um porrete ou uma chibata. A força bruta não tem mediação. Mas as palavras passam pelas pontes do olhar, da sedução, da narrativa e da famosa educação que tantos querem. Ler não é igual a apanhar e todos nós, depois de tanta fúria jornalística inútil com consequências nefastas, temos que aprender melhor a lição: a palavra oral, o vento pode levá-la; a escrita permanece no tempo e na alma dos atingidos”. Trinta e nove anos de jornalismo sério e respeitados por todos os leitores e sociedade em geral. Graças a Deus!

Reflexão: as cinco qualidades do lápis
Primeira qualidade: “Você pode fazer grandes coisas, mas não deve esquecer nunca que existe uma mão que guia seus passos. Esta mão nós chamamos de Deus, e Ele deve sempre conduzi-lo em direção à sua vontade”. Segunda qualidade: “De vez em quando eu preciso parar o que estou escrevendo, e usar o apontador. Isso faz com que o lápis sofra um pouco, mas no final ele está mais afiado. Portanto, saiba suportar algumas dores, porque elas o farão uma pessoa melhor”. Terceira qualidade: “O lápis sempre permite que usemos uma borracha para apagar aquilo que estava errado. Entenda que corrigir uma coisa que fizemos não é necessariamente algo mau, mas algo importante para nos manter no caminho da justiça”. Quarta qualidade: “O que realmente importa no lápis não é a madeira ou sua forma exterior, mas a grafite que está dentro. Portanto, sempre cuide daquilo que acontece dentro de você”. Finalmente a quinta qualidade: “Ele sempre deixa uma marca. Da mesma maneira, saiba que tudo que você fizer na vida irá deixar traços e procure ser consciente de cada ação”.

Etiqueta
Pergunta: Gostaria de saber se o educado é pegar o garfo com a mão esquerda. Resposta: Provavelmente, você não sabe que antigamente os pais exigiam que seus filhinhos comessem com a mão direita por achar que isso era mais elegante. Coitado dos canhotos, que tinham que violentar sua natureza e, a duras penas, submeterem-se a esse absurdo. Felizmente isso acabou. Coma com a mão que lhe dá mais segurança e conforto. Nada de errado nisso.

Aprendendo
Quarenta dias depois da Páscoa, Jesus voltou pra casa. Sozinho, sem ajuda. O ato milagroso se chama ascensão. O verbo, ascender. Maria seguiu o filho. Mas precisou ser levada. A subida dela às alturas se denomina assunção.

FIGURAS E FATOS

Entrevista de Moro
A recente entrevista de Moro na TV Cultura (Roda Viva) congestionou todos os sofás do país. Segundo pesquisas, foi a de maior audiência desde o lançamento do programa em 1986 e ainda o assunto mais comentado nos trending topics mundiais do Twitter. O renomado juiz respondeu a tudo com segurança, serenidade e, sobretudo, elegância – coisa rara hoje em dia. Nosso pensamento funcionou e questionávamos o seguinte: Gilmar, Lewandowski, Toffoli, Marco Aurélio e demais membros da nobre casa do outro lado da telinha, como estavam? Na certa, assistindo até o fim, caladinhos e, na certa, morrendo de inveja do rapaz. De leve.
 
Bazar das Divas
Luciana Couri e Cici Sepúlveda continuam preparando com carinho e esmero o Bazar das Divas, a ser realizado no próximo dia 8 de maio, a partir das 10h, no Guga Eventos, localizado à avenida Sidney Chaves, 913. As promotoras aguardam pelas presenças de todos.
 
Habeas corpus em foco
A Secretaria de Segurança Pública do Distrito Federal se preparou para receber 30 mil manifestantes em Brasília, nesta, quando será julgado o habeas corpus de Lula. Pelo menos a metade deles é claramente contrária ao petista. Os movimentos Vem Pra Rua e NBL querem colocar até 15 mil pessoas na Esplanada dos Ministérios. Os ruralistas, que organizaram o Abril Verde e Amarelo para protestar contra o pagamento retroativo do Funrural, pretendem agregar até 5.000 na frente do Congresso Nacional. A nossa capital transformado hoje numa verdadeira “praça de Guerra.”
 
Conta de energia: mais aumento
A partir de junho, os mineiros começam a receber a conta de luz mais cara. O reajuste será oficialmente anunciado pela Agência Nacional de Energia Elétrica no dia 22 de maio. Inicialmente, a expectativa é de aumento de 22,63% para os consumidores residenciais e de 34,4% para os industriais. Mais uma pancada na cabeça do consumidor.
 
Leitura dinâmica
A leitura dinâmica foi inventada em 1959 por uma professora de Washington, chamada Evelyn Wood, e teve como primeiro usuário ilustre seu vizinho John Kennedy, eleito no ano seguinte presidente dos EUA. Alguém se lembra dela? Era uma técnica de leitura a jato, em que se usava o dedo para dirigir os olhos sobre um texto e permitia ler 4 mil palavras por minuto – o normal, para quem lê de linha a linha e lambendo o dedo para virar a página, é de 600. Vale o registro.
 
Figurinhas da Copa do Mundo
Os lalaus brasileiros não perdem tempo! Imagine vocês que as inocentes figurinhas que compõem o álbum da Copa do Mundo 2018, disputadas nas bancas de revistas pelos ardorosos fãs do futebol, foram vítimas dos meliantes. Segundo informes, em São Paulo, ladrão arrombou banca no interior e levou cerca de 15 mil figurinhas da Copa do Mundo. Brasil, país dos aproveitadores de plantão! Trabalhar honestamente, ninguém quer.
 
Nota de pesar
A dor da perda é implacável, como uma flecha! Só quem um dia perdeu pra saber o estrago que fica no coração. A sociedade norte-mineira sentiu profundamente a perda de duas mulheres fabulosas, queridas e que em muito representaram para a sociedade regional. Estamos nos referindo a Bê Calixto Fernandes, que sempre desfrutou de prestígio junto à sociedade bocaiuvense como bem-sucedida empresária e nas causas filantrópicas de ajuda aos mais necessitados. A outra perda, Luzia Colares de Souza, que estava chegando aos seus quase 100 anos de vida dedicados à família, uma mãe e avó querida por uma legião de amigos e familiares. Tivemos o privilégio de reconhecermos o valor das duas autênticas guerreiras, quando as homenageamos como Mulheres de Ação em uma de nossas sempre lembradas promoções. Só nos resta rogar ao bom Deus que dê o devido consolo às famílias em momento de tanta dor. Nossos sentimentos.
 
Terminando
“Gratidão é a base de todos os sentimentos. Quem é grato reconhece o amor, a paciência e a consideração que lhe são dados. Gratidão é a rotina da alma pra se viver em paz”.

Publicidade
Publicidade
Comentários