15 anos de Lúcia Muniz

Gente e Ideias / 08/03/2018 - 00h27

Lúcia Muniz celebrou seus 15 anos, no último sábado, em uma atmosfera de rock, cheia de estilo. No palco, interpretou com sua banda os clássicos “Moving On”, “Back to Back”, “I Kissed a Girl”, “Decode”, “Hush, Hush”, “Stay”, “Skyfall”, entre outros. 

Sua irmã Amina veio especialmente de Brasília para abraçar a aniversariante. A mãe Cibele Demichelli, que mora no Rio de Janeiro, também estava na comemoração da data e não cabia em si de tanta felicidade.

“Lúcia é uma bênção de Deus! Não foi em vão que eu a batizei com o nome da minha própria mãe, prestando assim uma homenagem àquela que partiu tão precocemente, mas, ainda assim, viria uma grande compensação em forma de um lindo e talentoso anjo. E ela está aí para gente comprovar esses desígnios, brilhando, cheia de luz, assim como é o original significado do seu nome”, diz Cibele.

Quem também celebrava feliz era seu pai, o médico e artista plástico Carlos Muniz.

“A Lulu cantava desde pequenininha, eu ficava ouvindo, mas era muito tímida. Toda vez que eu falava ‘Lulu grava aqui para papai ouvir’, ela dizia ‘não papai, morro de vergonha’. Com o passar do tempo, fui incentivando ela cantar. Mais pra frente a coloquei em aula de violão, canto e guitarra. Agora, está tocando teclado também. E tem um ouvido afinadíssimo. Pega as coisas com facilidade. O inglês de áudio é uma coisa impressionante. Ano passado, fizemos o vídeo, gravamos a Lulu cantando, mandei para a rede Globo, fizeram uma análise e o resultado foi sua participação no The Voice Kids. A coisa foi acontecendo de uma maneira muito espontânea. Ela faz de coração. Vem da alma, poder que Deus deu para ela. Estamos muito felizes. Vou sempre incentivar. E agora a banda vai acompanhá-la em outros eventos, apresentações em cidades do Norte de Minas, no eixo Rio-São Paulo para dar uma engrenada na carreira dela”, diz o pai, emocionado, um gentleman como sempre!

Publicidade
Publicidade
Comentários