Quem é o freguês?

Esportes Geraes / 24/05/2018 - 06h23

No mínimo racional a análise do Jaeci Carvalho sobre quem afinal de contas é freguês de quem no que tange aos clássicos entre Cruzeiro e Atlético. “São 467 jogos, 183 vitórias do Atlético e 160 do Cruzeiro, ou seja, o Cruzeiro é o freguês do Atlético”. Então, na matemática simples e pura é isso: Aquele que venceu menos é o freguês. Neste caso, fica para o time cruzeirense tirar essa diferença nos próximos confrontos existentes. Simples assim. Mas eu seria inocente se não dissesse que haverá controvérsias.
 
Funorte com esperanças
No sábado, jogando fora de casa, a equipe de Junior Borges venceu o Novo Horizontes por 3 x 0. O time subiu da 8ª para a 7ª colocação com o resultado. Para se classificar, a equipe precisa ficar entre os primeiros da chave. Hoje o América é o pior mais bem colocado no chaveamento, seguido de Atlético com nove pontos, AMDH com 10 e o Cruzeiro na primeiríssima colocação com 16 pontos. Missão quase impossível para os meninos do Tricolor. 
 
Observatório da Imprensa
Sob a sombra da morte do ícone do jornalismo Alberto Dines, me vi tentado a colocar uma situação em xeque. O secretário de Esportes Igor Dias nos convidou para um café para o lançamento e informações sobre a Corrida José Nardel na última segunda feira, às 16 horas, na sede da secretaria. Estaria tudo certo se ao meio-dia ele não tivesse adiantado todas as informações numa entrevista ao vivo na Inter TV Grande Minas. Veja bem, não confundamos alhos com bugalhos: nada contra os companheiros de trabalho da Inter TV. Fizeram o papel deles de buscar o furo da informação. Mas tudo contra o secretário ou sua assessoria de adiantar e privilegiar um veículo com informações, deixando as sobras para os demais. Uma falta de respeito com os demais companheiros. 
 
Resumindo
Se a informação era exclusiva da Inter TV, ok. Nada contra, mas privilegiar a emissora com informações antecipadas para somente depois ir falar o resto em um café com os outros veículos é, no mínimo, discriminatório. Ficasse só com a emissora então. Reitero: Nada contra os trabalhadores da Inter TV. Fiquei mesmo indignado foi com o tratamento dispensando aos demais companheiros de outros veículos (rádios, jornais e TV) por parte do Secretário Igor Dias. Fui convidado, mas não fui. Anotei as informações da entrevista ao vivo concedida á repórter Juliana Peixoto ao meio-dia. Olha, considero que tive informações antecipadas, hein.. saí na frente, depois da Inter TV, é claro. Alberto Dines fará falta!

Publicidade
Publicidade
Comentários