Neymar news

Esportes Geraes / 07/03/2018 - 06h44

Ninguém aguenta essa superexposição de Neymar na mídia nacional. O pior de tudo: gera audiência. Como em todas as facetas noticiosas, tudo que tem pouco proveito e fraco conteúdo tem estado nos “Top of Mind” da preferência popular. Nas redes sociais, o torcedor não tem perdoado e já lançou a programação da TV Globo nestes últimos dias sobre o assunto: Bom dia Neymar, Neymar Você, Encontro com Neymar, Neymarlhação, Deus salve o Neymar e o Outro lado de Neymar. Haja criatividade.
 
Campeonato Francês 
A verdade é que, a despeito do setor financeiro, o Campeonato Francês está para a Europa assim como o Mineiro está para o Brasil. Times com pouca técnica, pouco dinheiro girando e baixo nível das equipes participantes. Como diz o ditado, “em quem terra de cego, quem tem olho é rei”, é no mínimo justificável por que Neymar tem feito tanto sucesso. Enquanto Clubes como Manchester City investem 987 milhões ou Chelsea chega aos 792 milhões e o Manchester cerca de 650 milhões, no francês, segundo o site “A Chuteira”, as cifras chegam só a um terço disso. Entendeu?
 
Cuca comentarista  
O Grupo Globo fechou com o técnico Cuca para comentarista na Copa do Mundo Rússia 2018, que será entre junho e julho. A moda agora é ficar bonzinho e ir analisar erros dos outros. Mas, quem sabe ele consiga sobressair-se como analista de equipes de futebol. De qualquer maneira, neste mundo engolidor de pessoas e onde o fracasso é inadmissível, o melhor para determinados profissionais é se embrenharem no mundo televisivo, no outro lado da moeda. Sucesso. 
 
Leifertização do jornalismo 
Sensacional a entrevista do jornalista Juca Kfouri sobre a Leifertização do telejornalismo esportivo. Convidado do programa Voz Ativa, exibido pela Rede Minas em parceria com o El País, ele falou sobre o recém-lançado “Confesso que perdi” e contou histórias de dois temas que sempre estiveram presentes em sua trajetória profissional: esporte e política. 

Publicidade
Publicidade
Comentários