e-Título

Redação Tech / 04/01/2018 - 00h23

Vários serviços públicos estão, aos poucos, se tornando digitais. O mais recente é o aplicativo Título de Eleitor Digital, apresentado pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE) e que pode substituir o documento de papel. Nas eleições de 2018, os eleitores já poderão mostrar apenas o aplicativo. Porém, só vai ser válido para quem já fez o cadastro da biometria. É possível também ter acesso rápido a informações sobre a situação eleitoral e local de votação.

Após instalá-lo, o app mostra um formulário que o usuário deve preencher com nome, data de nascimento, número do título, foto, nome dos pais e se já cadastrou a biometria. Após acessar, são exibidas todas as informações referentes ao eleitor, como zona, seção, se está quite com a Justiça Eleitoral e se já coletou a biometria.

A melhor parte é que só precisa de conexão à internet no primeiro cadastro. O único problema é que, sem conexão, a pessoa não poderá ver atualizações sobre sua situação junto à Justiça Eleitoral.

O aplicativo também tem a opção “Onde Votar”, em que há detalhes com zona, seção, local e endereço. O app e-Título já está disponível para Android e iOS. 

É vírus
Um crime antigo continua usando falsos cupons de desconto do Burger King para atrair vítimas no WhatsApp. A tal promoção traz descontos de R$ 50, mas o objetivo real é inscrever as vítimas em diferentes serviços pagos de mensagens. O problema é que mesmo sendo antigo, o vírus faz novas vítimas diariamente. Então listamos algumas dicas de como não cair neste problemão. 

1) Não clique em links estranhos ou suspeitos enviados por meio de mensagens de texto, WhatsApp ou outros apps;

2) Nunca forneça informações pessoais a fontes não confiáveis;

3) Não instale aplicações de locais suspeitos;

4) Não compartilhe mensagens suspeitas com outros;

5) Não acredite em cupons e descontos. Lembre-se: nada vem de graça. 

Pessoal ou profissional?
Especialmente WhatsApp, Facebook e Instagram se tornaram forte ferramenta para atrair e conquistar novos clientes. As ofertas chegam aos montes no privado e na linha do tempo. Aí, entra em pauta uma situação, no mínimo, muito estranha. Alguns proprietários utilizam as contas pessoais para divulgar os trabalhos de suas empresas. Os problemas aparecem quando resolvem emitir opinião ou postar momentos de lazer, na mesma conta que representa os negócios da empresa. Principalmente em Montes Claros, vários comerciantes utilizam o Status e Stories de maneira equivocada, fazendo essa divulgação dupla. Tal mistura não faz nada bem para a imagem da empresa na internet e de troco, ainda afasta os clientes. Se está começando é preciso, mesmo que aos poucos, separar o pessoal do profissional. 

Publicidade
Publicidade
Comentários