Salve o planeta

Editorial / 05/06/2018 - 01h29

Na Semana do Meio Ambiente, que começa hoje, O NORTE publica uma série de matérias sobre iniciativas que ajudam a preservar o nosso planeta. Começamos com o exemplo da advogada Karina Guimarães que, há dois anos, assustada com a quantidade de lixo em casa, decidiu arranjar uma forma para que parte dele, como garrafas pet e caixas de lixo, fosse reaproveitada, evitando assim que objetos demorassem milhares de anos para serem decompostos ou fossem entupir bueiros ou poluir rios.

A consciência ambiental da montes-clarense deu origem à página “Não jogue fora – Montes Claros”, que hoje conta com quase 99 mil participantes. Por meio de posts, Karina e outros internautas avisam sobre algo que têm na lixeira que possa ser reaproveitado. Comerciantes também abraçaram a ideia.

Hoje, lixo como latas de leite, garrafas pet, peças em metal e papéis viram arte na mão de centenas de artesãos, gerando ocupação e renda para muitas famílias.

Milhares de litros de óleo de cozinha também não escoam mais pelos ralos de pias. Armazenados pelos integrantes do grupo Não Jogue Fora, são recolhidos por gente que fabrica sabão em casa. 

Iniciativas como a da advogada mostram que não precisamos esperar o poder público para fazer deste um planeta menos poluído. Pode parecer uma gotinha no oceano, mas, na verdade, a preservação começa com ações individuais, como não desperdiçar água em casa e adotar a coleta seletiva. O NORTE convida os leitores, nesta semana, a pensar em medidas que ajudem na preservação do planeta.

A preservação começa com ações individuais, como não desperdiçar água em casa e adotar a coleta seletiva 

Publicidade
Publicidade
Comentários