Oportunidade

Editorial / 30/12/2017 - 01h15

Ser concursado é um sonho para muita gente que deseja estabilidade no emprego, principalmente em uma época de crise econômica como a que estamos passando. 

Por isso, o concurso público lançado pela Secretaria de Educação para a contratação de 16 mil novos professores para a rede pública deverá ter, sem dúvida, grande procura. Serão 181 vagas somente em Montes Claros e muitas outras mais em praticamente todas as cidades da região Norte do Estado. Mas antes de se inscrever, o candidato deve fazer uma reflexão. 

Trabalhar com a educação de crianças e jovens não é um emprego comum. É quase grande desafio, principalmente no Brasil. Há décadas, as estruturas das escolas não são as ideias, apesar de melhorias recentes, no caso da rede estadual. A própria sociedade passa por uma mudança provocada pela gigantesca oferta de informações e a incrível velocidade que elas circulam por todas as partes. As nossas instituições ainda estão se adaptando a isso. 

Nossos alunos também são muito diferentes do que antigamente. 

Ser professor hoje é assumir a responsabilidade de também ser uma referência para quem ainda está começando a vida. É não só saber ensinar o que os livros indicam; é mostrar como a formação do ser humano é tão ou mais importante do que ser um brilhante aluno. E não é todo mundo que está preocupado com o outro nessa sociedade cada vez mais individualista. 

Portanto, se você não está preparado para assumir a missão de educar e encara essa seleção apenas como a chance de um emprego público, pense bem antes de fazer a sua inscrição. Você pode estar desperdiçando seu tempo e de seus futuros alunos. 

Ser professor hoje é assumir a responsabilidade de também ser uma referência para quem ainda está começando a vida. 

Publicidade
Publicidade
Comentários