Já passa da hora

Editorial / 14/04/2018 - 01h12

As centrais de abastecimento são de enorme importância não só para garantir alimentos à mesa, mas para o desenvolvimento econômico dos municípios. No passado, a produção dos agricultores era levada para feiras abertas, restringindo o comércio ao mercado local. Com a criação das centrais, produtores passaram a contar com local seguro e eficiente para escoamento e comercialização de mercadorias, que alcançam outras regiões. São espaços que geram milhares de empregos e movimentam milhões no país.

Em Montes Claros, é da Central de Abastecimento do Norte de Minas (Ceanorte) que saem os produtos do campo levados aos supermercados da cidade e a outros municípios da região. Trata-se de uma das maiores e mais importantes centrais do Estado. No entanto, o trabalho da Ceanorte é prejudicado pelas péssimas condições do espaço. Goteiras, telhado danificado, banheiros quebrados, falta de segurança e sujeira prejudicam o trabalho e trazem riscos para a qualidade e a segurança de produtos.

Recursos para reforma existem desde 2017. A verba federal foi obtida pela deputada federal Raquel Muniz (PSD), no valor de R$ 300 mil, por meio de projeto de emenda parlamentar. 

No entanto, a prefeitura estaria ignorando os recursos, em tempos de crise e de pouco dinheiro nos cofres públicos. Para que os recursos sejam liberados, é necessário que a documentação exigida pela esfera federal seja apresentada pela administração municipal, entre elas a licença ambiental. Mas nada. Já passa da hora de uma solução que agilize este processo. Caso contrário, a economia da região ficará mais prejudicada.

Recursos para reforma existem desde 2017, mas a prefeitura parece ignorar a necessidade de agilizar o processo

Publicidade
Publicidade
Comentários